Menu

Desempregos e desempregados/ Coluna / Breno Borges / Recursos Humanos

De acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a taxa de desemprego no Brasil recuou em 14,1% no 2º trimestre de 2021, totalizando 14,4 milhões de brasileiros desempregados, em um ano a população ocupada cresceu em 4,4 milhões de trabalhadores e isto, graças ao trabalho por conta própria. Esta grande herança de milhões de desempregados deixada pelo último governo se arrasta com autos e baixos dependendo do mês, e a situação envolvem todos os brasileiros de forma direta ou indireta.

Foto: Márcia Folleto / Agência BrasilFoto: Márcia Folleto / Agência Brasil

Quando o assunto é desemprego é preciso o desempregado analisar exatamente em qual perfil ele se enquadra para a partir desta analise, poder tomar melhores decisões referente as oportunidades. Alguns destes perfis podem ser:

Desempregado por opção:

São aqueles profissionais, mesmo diante de uma oferta de oportunidades preferem aguardar o seguro desemprego ou uso das verbas indenizatórias enquanto analisam melhores oportunidades da nova recolocação.

Desempregado por incompatibilidade e/ou escolhas:

É muito comum no primeiro emprego, os jovens terem suas primeiras oportunidades em áreas que não desejam atuar, por exemplo ao buscar o primeiro emprego, já deixam claro que não querem supermercados, Shopping, comércios ou não aceitam trabalhar aos finais de semana, etc.!

Desempregado por desatualização profissional ou mudança de área profissional:

É um perfil muito comum e um dos exemplos, são pessoas que atuaram na área comercial e não mais querem aquela área e recomeçam do zero em uma outra direção profissional, ou pessoas que permaneceram muitos anos em um mesmo emprego e ao buscar novas oportunidades percebem que o mercado exige novas atualizações além apenas da experiência pratica da empresa anterior.

Desempregado com ocupação:

São pessoas que estão desempregadas, mas a ocupação alternativa paga-se melhor do que o seu retorno no mercado de trabalho. A exemplo podemos citar uma profissional Emprega Domestica ou auxiliar de limpeza, que rejeitam as vagas dentro do seu perfil pois atuando como diaristas as vezes ganham o dobro do que o mercado com registro em carteira oferta.
Desempregado, migração de área por formação:

Este também é um dos perfis muito comum, são pessoas que já possuem experiências profissionais, mas que após adquirir uma formação específica, seja ela universitária ou técnica, passa a ter uma nova qualificação em que ao ficar desempregado, tem que optar em aceitar ou não velhas propostas enquanto insistem no desafio de encontrar a primeira oportunidade na área da nova formação.

Sete Lagoas-MG atravessa um momento desafiador como a maioria das cidades no Brasil referente ao desemprego, mas por outro lado há desafios enfrentados também por diversos setores com dificuldades em contratar em tempo hábil para suas diversas demandas. Siderurgias, supermercados, Shopping, entre outros setores empresariais que passam pelo tempo acima da média normal para fechar suas vagas!

O melhor caminho para que possamos entender estes desafios, seja do candidato desempregado ou as empresas com dificuldades para fechar as suas demandas é analisar a partir de cada ponto específico: Enquanto candidato, é ter o domínio consciente da sua realidade para tomada de decisões a partir de onde você está como desempregado.

Enquanto empresas, rever novas estratégias de cargos e salários, cultura organizacional, treinamentos e sempre se atualizar para um novo perfil de talentos que dizem “NÃO” a uma vaga, mesmo diante de estatísticas alarmantes do desemprego no Brasil.

 



Bacharel em Administração – Psicólogo Clínico e Organizacional - MBA em Gestão Estratégica de Pessoas - Consultor RH – Analista Profiler - Consultor em Sete Lagoas e região da Rede de Recrutadores do Brasil - Psicólogo Clínico na MED & CO - Diretor CDL - Membro do CODECON/SL-MG - Administrador da agência de empregos APOLO – www.APOLO.srv.br – www.brenoborges.com.br

 





Publicidade

Links patrocinados