Menu

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/setelagoas/plugins/content/easyimagecaption/easyimagecaption.php on line 870

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/setelagoas/plugins/content/easyimagecaption/easyimagecaption.php on line 870

YouTube, o professor do ensino médio no Brasil em 2020 / Coluna / + Tecnologia / Michael Andrade

Imagem: ReproduçãoImagem: Reprodução

O ano de 2020 entra para a história como o que mais colocou o ser humano de frente a uma tela, dentro da sua casa, procurando algo para passar o tempo. A Pandemia nos obrigou a repensar as maneiras na qual passamos nosso tempo dentro de casa, ou será que reinventar é uma palavram muito forte? Muitas pessoas estão nesse exato momento deslizando seu dedo em uma tela de smartphone vendo vídeos e fotos, consumindo conteúdo relevante ou não para a sua vida. Mas isso não se deu somente ao falto de estarmos passando por uma pandemia. Uma pesquisa realizada pela Google em 2018 mostra que mais pessoas passaram a assistir vídeos online para aprender alguma coisa, e isso é uma informação que reluz como os moldes antigos de ensinamento, no qual passávamos horas e horas dentro de uma sala cheia de alunos e um professor replicando palavras de um livro, estão obsoletos nos dias atuais.

A maneira na qual eu, você, nossos pais e avos aprenderam está começando a não fazer sentido. Essa realidade na qual passávamos 5 a 6 horas por dia trancafiados em uma sala afim de aprender por A + B que o soma dos catetos é igual a hipotenusa já não enche os olhos dos alunos. A aula, como é aplicada antes, perde força para vídeos e fotos na internet. Os vídeos do canal nostalgia, no youtube, sobre história, prende muito mais a minha atenção que as aulas cansativas do ensino médio que ficávamos lendo partes do livro para todos na classe. Por mais que eu achasse a professora uma excelente pessoa. YouTube, Instagram, Facebook e outras redes sociais povoaram o cotidiano das pessoas e não só com pratos de almoços de domingos ou aquela foto na balada, e sim com conteúdo bacana e acessível, ali, logo ali a um clique de distância. Quem nunca foi na Google perguntar como iria desmontar seu chuveiro para limpar de forma mais eficiente todo o calcário acumulado, ou entender o porquê seu smartphone está dando uma notificação constantemente de memória cheia. Sim, a internet tem pessoas boas, com disposição e tempo para ensinar você a fazer e aprender tudo aquilo que a escola não lhe ensinou, ou tentou de ensinar.  E melhor, na hora que você mais precisa, de uma maneira descontraída e você sentado no sofá da sua casa e não em uma cadeira de madeira dura de uma sala de aula.

Hoje tudo que você quer aprender, você procura no Google. Antigamente tínhamos que ir à casa de um parente rico, no qual tinha uma Barsa, para você saber responder sua professora de história, quem foi o homem montado no cavalo que gritou “independência ou morte” e deu início ao Brasilzão Brasil como república. Aproveite a internet. Tem vários canais no youtube que estão prontos para construir seu intelecto e melhorar sua participação na sociedade. De valor a esse mecanismo que possibilita que você conheça o mundo e se relacione com muitas pessoas mesmo sem conhecê-la pessoalmente. Se você gosta de ciência e tecnologia, tem canais que irão te ajudar a conhecer mais sobre o assunto. Se seu gosto é sobre artes e cultura, existes vários artigos e blogs de pessoas falando disso. Um ponto que deixo aberto é a divergência de opiniões, a internet é aberta a todos, porém, toxidade não é legal nesse ambiente. Se seu coleguinha tem uma opinião divergente da sua, não é motivo para descriminar ou banalizar. Respeite toda essa diversidade.

O “Google” está aí pronto para lhe ensinar de uma forma descomplicada tudo aquilo que seu professor penou para fazer você entender no pior momento da vida de um ser humano, a adolescência.

Fonte

https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/tendencias-de-consumo/pesquisa-video-viewers-como-os-brasileiros-estao-consumindo-videos-em-2018/

Casado, profissional de TI, fundador do canal MICHAEL ANDRADE no Youtube. Trabalha na área de TI deste 2007. Formado em Sistemas de Informação. Amante de Tecnologia. Gosta de jogos eletrônicos e dedica algum tempo livre a Steam ao som de um bom Rock and Roll. Atleta de fim de semana nunca dispensa um futebol com os amigos. Adora seus animais de estimação. Trabalhou por 5 anos na Stefanini Solutions e hoje faz parte da equipe da Brennand Cimentos em Sete Lagoas.