Menu

Mitos e verdades sobre saúde mental / Coluna / Mirela Leal / Psicologia

A saúde mental continua sendo uma área que envolve muitos preconceitos, estigmas e ideias erradas. Essa discriminação é frequentemente baseada em percepções sociais negativas e falsas que prejudicam diretamente no cuidado, fazendo com que, por exemplo, a busca pelo tratamento seja tardia.

Foto ilustrativa/Reprodução: InternetFoto ilustrativa/Reprodução: Internet

Em meio a esse cenário, mitos e verdades acerca da saúde mental surgiram e permanecem ao longo do tempo. Dentre essas concepções temos:

MITO:  Se preciso ir a um psiquiatra ou psicólogo, meu caso deve ser muito grave.

- As especialidades profissionais que trabalham as questões psíquicas são responsáveis por diagnosticar, acompanhar e apoiar as pessoas em seus sofrimentos emocionais e alterações comportamentais que prejudicam a vida nos âmbitos social, profissional, sentimental e familiar. Quanto antes for a procura pela ajuda, mais eficaz será o tratamento.

VERDADE: Abusar de álcool e drogas pode causar transtornos mentais.

- Álcool e drogas possuem substâncias que alteram o funcionamento do sistema nervoso central. Dependendo da quantidade, da frequência e também do histórico da pessoa, esse consumo pode se tornar crônico e desencadear a dependência química assim como transtornos mentais como depressão, transtornos ansiosos e transtornos por uso de substância.

VERDADE: Mau humor e ansiedade podem ser sintomas de transtornos mentais.

- É preciso atentar que os transtornos mentais são um conjunto de vários sintomas. Dessa forma, não basta uma pessoa apresentar momentos de ansiedade, irritação e mau humor, que são sentimentos comuns ao longo da vida, para ser diagnosticada com um transtorno mental. Esses sentimentos precisam ser frequentes e, para realizar a avaliação se existe ou não um transtorno mental, um especialista em saúde mental deve ser consultado.

MITO: Depressão e tristeza são a mesma coisa.

- Tristeza é um sentimento que todos nós sentimos em situações difíceis como a perda de alguém querido ou o fim de um relacionamento. Já o transtorno depressivo é um conjunto de sintomas que, além do sentimento de tristeza, engloba também alterações de memória, concentração, sono e apetite, diminuição da capacidade de sentir prazer e da motivação e pode, em alguns casos, levar o indivíduo a apresentar pensamentos relacionados à própria morte.

MITO: Pessoas com problemas de saúde mental podem “simplesmente parar” ou “sair dessa”.

- É verdade que pessoas com problemas de saúde mental podem melhorar e muitas se recuperam completamente. No entanto, isso não acontece de um dia para o outro ou simplesmente desejando-se mentalmente a melhora. A recuperação pode incluir medicamentos, psicoterapia ou outros tratamentos e, muitas vezes, inclui uma combinação destes.

A evolução na área da saúde mental é algo inegável, mas muitas necessidades ainda precisam de atenção. Dessa forma, disseminar informações corretas é extremamente importante, pois auxilia na busca por tratamentos e soluções adequadas quando necessário. Lembrando que quanto mais cedo for a procura pelo tratamento especializado, melhor será o prognóstico.

Graduada em Psicologia (FCV), pós-graduanda em Terapia Cognitivo-Comportamental (Instituto Cognitivo). Psicóloga Clínica na Empremed - Clínica Médica e no consultório Vínculos Psicologia Clínica e Saúde.