Menu

Você sabe quais são as melhores estratégias nutricionais para esteatose hepática? / Coluna / Pauline Moura / Nutrição

A ESTEATOSE HEPÁTICA acomete 20 a 30% da população mundial e a esteato-hepatite é hoje a principal causa de doença crônica nos EUA e uma das principais causas de carcinoma hepatocelular em todo mundo.

Foto ilustrativa/Reprodução: InternetFoto ilustrativa/Reprodução: Internet
 
Pode parecer que a forma mais lógica de tratar a GORDURA NO FÍGADO seria reduzir a gordura na dieta. Porém, apenas uma média de 16% de gordura no fígado em pessoas com ESTEATOSE HEPÁTICA é proveniente da gordura dietética.

Veja o que acontece: a maioria da gordura no fígado é proveniente dos ácidos graxos (gordura) circulante e estima-se que 26% de gordura no fígado é formada a partir de um processo denominada Lipogênese De Novo (DNL). Esta lipogênse é causada principalmente por excesso de carboidratos. A taxa da DNL ocorre com o consumo elevado de alimentos e bebidas ricos em frutose industrial (e não a frutose da fruta).

Vários estudos têm demonstrado que o consumo de dietas pobres em carboidratos refinados pode ajudar a reverter a doença. Estas dietas incluem low-carb, dieta do Mediterrâneo e de baixo índice glicêmico, sendo que a combinação low carb + mediterrânea demonstra melhores resultados.

 
SAIBA O QUE FAZER:


1.Ajuste nutricional para a redução de peso corporal;
2. Redução moderada do teor de carboidratos (30 a 40% do Valor energético total da dieta)
 3. Aumento de gorduras monoinsaturadas (azeite de oliva, abacate, amendoim, nozes...)
 4. Redução de gorduras saturadas (carne gordurosa, manteiga, salgadinho de pacote, salsicha...)
5. Aumento do consumo de fontes de polifenois: chás, frutas e verduras;
6. Aumento do consumo de fibras;
7. Redução do consumo de alimentos refinados e ultraprocessados;
8. Redução do consumo de açúcar e doces em geral;
9. USO DE PROBIÓTICO ESPECÍFICO.
10. Sono e exercício.
Medicamentos também podem ser prescritos pelo MÉDICO dependendo da evolução da doença e das alterações metabólicas. Pratique saúde. Conte com nutricionista especializado.

Para mais dicas de nutrição: instagram @paulinecmoura

Mestra em Educação em Diabetes (IEP Santa Casa), pós-graduada em Nutrição Humana e Saúde pela UFLA, Graduada em Nutrição pela UFOP. Atua na área de educação como docente na FCV (Faculdade Ciências da Vida), também atua na área clínica com atendimentos na clínica TOPFIT e atendimentos personalizados em casa (Personal Diet) e na área da saúde pública na Prefeitura Municipal de Sete Lagoas.





Publicidade

Links patrocinados