Logo

Galo enfrenta Furacão hoje e tenta diminuir distância até liderança do Brasileirão

Quando assumiu o Atlético, ano passado, o presidente Sérgio Sette Câmara deixou claro que o sonhado bicampeonato brasileiro seguia como prioridade.

Foto: Reprodução/Internet/ Foto: Reprodução/Internet/

A necessidade de equilibrar o caixa e a queda de rendimento depois da Copa do Mundo, no entanto, adiaram o objetivo, com uma digna sexta posição e a vaga na Pré-Libertadores.

Até pelo cenário de 2018, o torcedor alvinegro preferiu pisar no freio das expectativas este ano. Mas, como o próprio técnico Rodrigo Santana gosta de dizer, jogo a jogo a equipe se manteve no G-4 e vê a liderança a apenas cinco pontos, com direito a tropeços de Flamengo, Palmeiras e Santos.

Para manter o sonho mais vivo do que nunca, ainda que passo a passo, pontuar hoje na Arena da Baixada, às 19h, diante do Athletico-PR, se torna decisivo.

Algo de que a própria comissão técnica se deu conta ao optar praticamente pela força máxima, mesmo com a partida de terça-feira contra o La Equidad, no Horto, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Poupados apenas o volante Jair, com desconforto no adutor da coxa, e Ricardo Oliveira que, diante do Fluminense, deu fim ao jejum de gols. E o suspenso Patric traz nova chance a Guga, ontem convocado por André Jardine para a Seleção Brasileira Olímpica (a exemplo do goleiro Cleiton).

E ainda que o retrospecto não entre em campo, o Atlético sem ‘h’ leva vantagem ao encarar o quase xará dono da casa na grama sintética do estádio curitibano. São duas vitórias e um empate desde 2016, quando o piso foi adotado.

Estreia

O Furacão volta a atuar diante de sua torcida depois de 24 dias em que acabou eliminado da Libertadores, mas venceu a Copa Levain (ex-Suruga), no Japão, ao bater o Shonan Bellmare.

O técnico Thiago Nunes promove a estreia do experiente lateral-esquerdo Adriano, ex-Barcelona, e vindo do Besiktas. Como o jogo de volta com o Grêmio pelas semifinais da Copa do Brasil será apenas mês que vem, o time paranaense também vai praticamente com o que tem de melhor.

ATHLETICO-PR x ATLÉTICO

Campeonato Brasileiro: 15ª rodada

Athletico-PR

Santos; Madson, Pedro Henrique, Leo Pereira e Adriano; Wellington, Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Nikão); Marcelo Cirino, Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson). Técnico: Thiago Nunes

Atlético

Cleiton; Guga, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; Martínez, Elias, Cazares e Vinícius; Chará e Papagaio
Técnico: Rodrigo Santana

Campeonato Brasileiro: 15ª rodada
Horário: 19h (de sábado)
Local: Arena da Baixada (Curitiba)
Arbitragem: Dewson Fernando Freitas (PA), auxiliado por Marcelo van Gasse (SP) e Hélcio Neves (SP).
VAR: Pathrice Corrêa Maia (RJ).
TV: Premiere

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

© Copyright 2008 - 2019 SeteLagoas.com.br - Powered by Golbe Networks