Menu

Décimo terceiro do Bolsa Família – Datas e demais informações; benefício pode chegar a R$ 160 reais

O décimo terceiro do Bolsa Família surge como uma oportunidade de complemntar a renda no final do ano, quando as contas crescem e muitas são as responsabilidades da família. 

Foto: Reprodução redes sociaisFoto: Reprodução redes sociais

Além disso, com a chegada das festas e início e um novo ano, grande parte das famílias já precisam começar a organização das finanças. Pensando nisso, aqui separamos tudo o que já de novo sobre o tema, para acabar com quaisquer dúvidas e ainda garantir que você se prepare para tudo.

Décimo do Bolsa Família – Isso realmente vai acontecer?

Para começar, é importante destacar que 2020 não tem sido um ano fácil para ninguém. De modo geral, o brasileiro sofreu com uma série de acontecimentos, desde o começo do ano, que podem ter afetado toda a estrutura familiar.

Com o coronavírus, muitas famílias perderam entes queridos, empregos, a principal fonte de renda e até mesmo precisaram recorrer aos benefícios do Governo. Ao mesmo tempo, o Governo sofreu com a quebra de diversas empresas, fraturas na economia e a necessidade de suprir as necessidades mais básicas do público.

Assim, muitas são as famílias que ficaram na dúvida sobre o décimo ser ou não uma realidade para este ano.

Logo, existem algumas informações básicas a serem consideradas:

Famílias que tem direito ao décimo do benefício

Mesmo que o orçamento para o pagamento do décimo seja alto, é fato que não são todas as famílias que vão receber.
Assim, existem três requisitos básicos:

⦁ O cadastro no Bolsa Família deve estar atualizado;
⦁ Todos os dados do Cadastro único devem estar corretos e atualizados;
⦁ A família deve ter recebido, ao menos, cinco parcelas até o mês de dezembro do benefício.

Ou seja, se você não cumprir algum desses requisitos, pode ser que não receba o décimo.

A regra vai continuar a mesma?

Infelizmente, não há como saber. Como o ano está cheio de questões imprevisíveis, é possível que alguma regra seja alterada até o final exato do ano, ainda que tudo caminhe em uma direção sólida até o momento.

Justamente por isso, vale a pena ficar de olho em qualquer aviso que possa receber através do seu cartão ou aplicativo e sempre conferir se os dados estão corretos.

Quer saber se quem tem o BPC tem direito ao auxílio emergencial? Clique aqui e confira todas as informações importantes que você deveria saber!

Décimo bolsa família – Valores e data de recebimento

Uma dúvida comum em relação a benefícios se refere a quanto exatamente a família pode receber. No caso do décimo, o Governo liberou como informação mais básica que as famílias terão direito a duas parcelas, sendo que o valor seria pago a partir de dezembro.

O que sabemos é que o valor costuma ser R$ 160, referente a duas parcelas de R$ 80.

Entretanto, o presidente deu um anuncio indicando que poderia acontecer novas surpresas em relação ao valor do décimo, animando milhares de famílias brasileiras.

Além disso, o valor pode mudar de acordo com a parcela que a família recebe. Assim, aqueles que recebem R$ 100, poderiam receber em torno de R$ 200.

Entretanto, é preciso ainda aguardar para maiores informações.

O décimo deve ser solicitado como outros benefícios?

Os brasileiros sabem que os benefícios, geralmente, envolvem uma série de análises, informações e cadastros. Entretanto, no caso do décimo bolsa família, não é preciso fazer nenhum tipo de solicitação ou requerimento. Isso porque, as contas de todas as famílias que já recebem as mensalidades serão avaliadas.

Assim, todas aquelas que tiverem direito a parcela adicional, terão o dinheiro depositado de maneira automática. Portanto, você não precisa fazer nada, a não ser manter os seus dados atualizados e esperar.

De acordo com as últimas informações, sabemos que o Governo continua em deliberação acerca de tudo o que envolve este ano, principalmente pagamentos. 

O primeiro ponto importante disso é que existe a possiblidade do pagamento ser até três vezes maior que o esperado. O segundo ponto é que esse pagamento seria feito no formato de auxílio emergencial e, como resultado, poderia beneficiar um número maior de famílias. 

Em contraponto, várias são as informações de que todas as contas estão sendo avaliadas, para evitar fraudes e pagamento para aqueles que não precisam.

Importante

De acordo com o Supremo Tribunal Federal, não existem mais famílias na fila para fazer parte do programa do bolsa família. Neste aspecto, todos aqueles que começaram a receber o auxílio emergencial, podem ser automaticamente direcionados para o programa após o fim da auxílio.

Com isso, famílias inteiras poderiam evitar de não ter uma renda mínima ao mês, provendo alimento e outras necessidades básicas.

Enfim, você ainda tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre algum outro assunto?
Comenta aqui embaixo para que eu possa ajudar você ou aproveite e compartilhe as suas dúvidas e experiências.

Da Redação com OP





Publicidade

Links patrocinados

 
O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!