Menu

STF derruba revisão da vida toda do INSS, impactando milhões de aposentados

Em uma reviravolta histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por maioria de 7 votos a 4, derrubar a tese da revisão da vida toda do INSS. A decisão, tomada na quinta-feira (21), afeta milhões de aposentados que buscavam recalcular seus benefícios com base em todas as suas contribuições previdenciárias.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência BrasilFoto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A revisão da vida toda permitia que os segurados incluíssem salários mais antigos, inclusive em outras moedas, no cálculo da aposentadoria, o que poderia resultar em um aumento significativo do valor do benefício. A tese foi aprovada pelo STF em dezembro de 2022, mas agora foi invalidada, gerando grande repercussão.

A decisão do STF representa uma economia de R$ 480 bilhões aos cofres da União, segundo o governo federal. A medida também gera insegurança jurídica para os aposentados que já entraram com a revisão na Justiça, pois os processos podem ser anulados.

Os ministros que votaram a favor de derrubar a revisão da vida toda argumentaram que a tese era inconstitucional, pois violava o princípio da isonomia e gerava desequilíbrio no sistema previdenciário.

Os ministros que divergiram da maioria defenderam a tese da revisão da vida toda, alegando que ela era justa e permitia que os aposentados recebessem um benefício mais condizente com suas contribuições.

O que fazer agora?

Aposentados que entraram com a revisão da vida toda na Justiça devem consultar um advogado para saber como proceder. É importante destacar que a decisão do STF não impede que os aposentados busquem outras formas de revisar seus benefícios.

Futuro da revisão da vida toda:

Ainda não está claro se o Congresso Nacional irá propor alguma medida para compensar os aposentados que foram impactados pela decisão do STF.

Entenda a revisão da vida toda:

A revisão da vida toda permitia que os aposentados incluíssem salários mais antigos no cálculo da aposentadoria, o que poderia resultar em um aumento do valor do benefício. A tese foi aprovada pelo STF em 2022, mas agora foi invalidada.

Quem poderia ter direito à revisão da vida toda:

Aposentados que se aposentaram nos últimos dez anos e tinham salários maiores, que não foram considerados no cálculo do benefício.

Requisitos para solicitar a revisão da vida toda:

  • Ter se filiado ao INSS antes de julho de 1994;
  • Ter realizado parte das contribuições mais altas até julho de 1994;
  • Ter recebido o primeiro pagamento da aposentadoria há menos de dez anos;
  • Ter se aposentado antes de novembro de 2019;
  • Ter o benefício concedido com base na lei 9.876/1999.

Da redação com FolhaPress

{`module[1330]}



Publicidade

+ Política

 5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) absolveu, nesta terça-feira (9), o senador Sergio Moro (União Brasil) d...

Câmara dos Deputados aprova projeto que traz de volta o DPVAT, em vitória do Governo Lula

Câmara dos Deputados aprova projeto que traz de volta o DPVAT, em vitória do Governo Lula

Na noite de terça-feira (9), a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 233/2023, que visa resta...

Desembargador vota para cassar mandato de Moro; placar está em 3 a 2 a favor do senador

Desembargador vota para cassar mandato de Moro; placar está em 3 a 2 a favor do senador

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) prosseguiu nesta tarde de terça-feira, 9, com o julgamento que pode lev...

Ministra da Saúde deu R$ 51 milhões a mais para cidade que emprega seu filho como secretário

Ministra da Saúde deu R$ 51 milhões a mais para cidade que emprega seu filho como secretário

A cidade de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, recebeu um montante de R$ 51 milhões a mais do que o previsto em uma portaria ...

Troca partidária: confira novas legendas dos vereadores de Sete Lagoas

Troca partidária: confira novas legendas dos vereadores de Sete Lagoas

Faltando pouco mais de seis meses para o pleito municipal de 2024, os edis de Sete Lagoas já se movimentam: 13 dos 17 ve...

Moraes mantém jornalista preso por mais de um ano, sem denúncia, por críticas ao STF

Moraes mantém jornalista preso por mais de um ano, sem denúncia, por críticas ao STF

Um profissional da imprensa de 60 anos, residente no interior do Espírito Santo, foi detido por mais de um ano s...

CORREÇÃO: Governo não discute romper contrato com Elon Musk para fornecimento de internet a escolas e aldeias indígenas

CORREÇÃO: Governo não discute romper contrato com Elon Musk para fornecimento de internet a escolas e aldeias indígenas

Diferentemente do informado antes, o governo brasileiro não está considerando a possibilidade de revisar os contratos qu...

Grupo do prefeito Duílio de Castro mostra força e deve eleger maioria absoluta dos vereadores na eleição de 2024

Grupo do prefeito Duílio de Castro mostra força e deve eleger maioria absoluta dos vereadores na eleição de 2024

A cena política está fervendo na cidade. A competição pelos pré-candidatos a vereadores intensificou-se nos bastidores d...

Juca Bahia transfere domicílio eleitoral para Sete Lagoas

Juca Bahia transfere domicílio eleitoral para Sete Lagoas

O ex-prefeito de Paraopeba e candidato a deputado federal nas eleições de 2022, Juca Bahia, transferiu seu domicílio ele...

Popularidade de Lula desaba mais de 10 pontos no Nordesde, reduto histórico do PT

Popularidade de Lula desaba mais de 10 pontos no Nordesde, reduto histórico do PT

A popularidade de Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente no Nordeste, um tradicional reduto do Partido dos Trabalhador...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos