Menu

STF derruba mandado de segurança que mantinha Juninho como prefeito de Inhaúma

Em decisão monocrática proferida nessa quarta-feira (17) pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, foi derrubada o mandado de segurança do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que assegurava Geraldo Custódio Silva Júnior, o Juninho, no cargo de prefeito de Inhaúma.

Foto: Prefeitura de Inhaúma / ilustraçãoFoto: Prefeitura de Inhaúma / ilustração

Na decisão, Barroso apontou que o pedido de anulação do processo que confirmou a cassação de Juninho na Câmara Municipal, realizado em 6 de novembro de 2023, é inválido. A defesa do agora ex-chefe do executivo apontava que o julgamento teve vício quando o então presidente do Legislativo, Rodrigo Carvalho Gomes, o Rodrigo Serralheiro, participou votando a favor da cassação - os advogados questionaram que como ele seria beneficiado com o cargo de chefe do executivo, já que Inhaúma não possui vice-prefeito, isso indicaria um claro conflito de interesse.

O ministro do STF aponta que, como o presidente da Câmara não foi o autor da denúncia que culminou com a cassação do prefeito, não houve desconformidade com a lei (neste caso, Barroso se apoia em uma decisão do decreto-lei 201/1967). Ademais, o magistrado indica que, a permanência no cargo de Juninho indica "risco de grave lesão à ordem pública pela manutenção da decisão impugnada".

O pedido de suspensão do mandado de segurança foi realizado pela Câmara Municipal de Inhaúma, que entrou dias após a decisão do TJMG em devolver o cargo a Juninho.

VEJA AQUI A DECISÃO DO MINISTRO LUÍS ROBERTO BARROSO

Primeira cassação

Inhaúma vive uma expectativa sobre seu futuro político. No segundo semestre do ano passado, vereadores instauraram uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas fraudes em diárias de viagens realizadas por Juninho. Com o parecer aprovando a culpabilidade do então chefe do executivo, seis vereadores decidiram pela cassação do mandato, enquanto dois se abstiveram

Ao assumir o cargo como prefeito, Rodrigo Serralheiro apontou a situação precária que se encontrava o município por conta da gestão do executivo municipal, com problemas em diversas áreas. Em seu discurso, ele apontou que Juninho foi "o pior prefeito que Inhaúma já teve". 

Porém, em 21 de novembro do mesmo ano, Juninho conseguiu o efeito suspensivo do processo, retornando ao cargo.

Juninho enfrentava mais dois processos políticos dentro da Câmara: o de superfaturamento de equipamentos durante a pandemia de Covid-19 e fraude em obras. Em um dos processos, ele foi absolvido.

Da redação

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI



Publicidade

+ Política

Câmara de Sete Lagoas aprova doação de terreno para construção do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Câmara de Sete Lagoas aprova doação de terreno para construção do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecno…

Com 10 votos favoráveis, o Legislativo aprovou a doação de um terreno de 22.788,94m² na Avenida Tonico Reis, em Sete...

Congresso derruba veto de Lula e volta a proibir "saidinha" de presos

Congresso derruba veto de Lula e volta a proibir "saidinha" de presos

O Congresso Nacional derrubou os vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à lei que restringe a saída temporári...

Se não causar poluição visual, distribuição de santinhos em feiras livres é permitida

Se não causar poluição visual, distribuição de santinhos em feiras livres é permitida

Na sessão desta quinta-feira (23), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a distribuição de santinhos por ca...

Em ano de eleição você precisa saber qual a diferença entre Voto em Branco e Voto Nulo; veja aqui

Em ano de eleição você precisa saber qual a diferença entre Voto em Branco e Voto Nulo; veja aqui

No Brasil, o eleitor é obrigado a comparecer às urnas ou apresentar uma justificativa para sua ausência. Entretanto, ...

Gestores discutem sobre futuro da ‘Escolinha da CEMIG’ de Sete Lagoas

Gestores discutem sobre futuro da ‘Escolinha da CEMIG’ de Sete Lagoas

Qual será o futuro da "Escolinha da CEMIG" em Sete Lagoas? Essa pergunta é feita por políticos, gestores e a populaç...

STF reconhece assédio judicial contra a imprensa e aprova tese para inibir prática

STF reconhece assédio judicial contra a imprensa e aprova tese para inibir prática

Em decisão unânime, a Corte Suprema brasileira considerou ilegal o ajuizamento de múltiplas ações judiciais para in...

Parlamento Jovem é eleito em Sete Lagoas; veja o resultado

Parlamento Jovem é eleito em Sete Lagoas; veja o resultado

Na última segunda-feira, 20 de maio, as 17 escolas participantes do processo de eleição dos novos vereadores do Parla...

Julgamento no STF propõe medidas contra 'assédio judicial' a jornalistas

Julgamento no STF propõe medidas contra 'assédio judicial' a jornalistas

O Supremo Tribunal Federal (STF) está em processo de reconhecer o "assédio judicial" contra jornalistas. Na quinta-fei...

Câmara de Sete Lagoas realiza Semana da Abolição da Escravatura a partir de segunda (13)

Câmara de Sete Lagoas realiza Semana da Abolição da Escravatura a partir de segunda (13)

A Câmara Municipal de Sete Lagoas (CMSL) vai celebrar a Semana da Abolição da Escravatura com atividades começando n...

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que torna obrigatório para companhias aéreas o rastreamento do transporte de pets

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que torna obrigatório para companhias aéreas o rastreamento do transporte …

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (8) um projeto de lei que determina que as companhias aéreas devem d...