Menu

Quarentena Psicológica / Coluna / Breno Borges / Recursos Humanos

A realidade da pandemia Covid-19 através dos seus efeitos imediatos, como o confinamento social, a preocupação dos que pertencem ao grupo de risco, as famílias com suas perdas irreparáveis, as demissões, a fragilidade do nosso sistema de saúde, as incertezas de segurança dos profissionais que continuam no mercado como serviços essenciais, o cenário econômico insustentável que aos poucos se formam através das mudanças no mercado e das empresas fechadas, além destes e muitos outros problemas desta quarentena, sugerem outros cuidados que estão além dos gráficos apresentados e atualizados diariamente sobre a pandemia!

Este turbilhão de informações, acontecimentos, expectativas, incertezas, frustrações, desencadeiam silenciosamente uma desorganização emocional que podem levar centenas de milhares de pessoas ao adoecimento psicológico ao médio e longo prazo.

Todo indivíduo possuem sua vulnerabilidade psicológica natural e dentro de uma variável de circunstâncias o seu próprio limite para o adoecimento emocional, e que diante dos desafios do enfrentamento da pandemia do Covid-19 por todos nós, acende um novo alerta: “À atenção a Saúde Emocional”.

Dicas, como: Controle os excessos de informações negativas repetitivas e midiáticas, sejam na TV e redes sociais e ao acessar use com moderação e discernimento; Tire um tempo para você e converse com você mesmo(a)!; Como está se sentido, percebendo e interpretando este momento? Como você se vê emocionalmente agora? Consegue compará-lo(a) antes e dentro dos acontecimentos atuais? O que tem feito de bom que foge da rotina? Consegue descrever seus problemas individuais reais causados pelas limitações da pandemia e como esta lidando com eles?

Sim! O problema da pandemia Covid-19 é real e grave, mas qual é o tamanho do seu medo? Seus sentimentos de medo angustia raiva, insegurança, incertezas, parecem fugir do controle? Como esta seu sono, alimentação, convívio familiar, seu dia-a-dia? Consegue compará-lo(a) antes e agora? Você é capaz de fazer uma lista de 10 atitudes e/ou novos hábitos que possam contribuir para melhorar suas emoções diante do momento que esta passando?

Não há um roteiro certo a seguir, cada indivíduo é único, mas é preciso atentar para algo silencioso que é o adoecimento psicológico, que podem surgir em curto, médio e até longo prazo diante do momento que enfrentamos. Olhe mais para você, fique atento com os seus incômodos emocionais, os cuidados para o não adoecimento psicológico podem variar de pessoa para pessoa e podem surgir em tempos e circunstâncias diferentes.

Sigam todos os cuidados sanitários, regras e restrições sociais determinadas para a sua proteção contra o vírus Covid-19, mas não se esqueça de que durante os meses que estão por vir e após este enfrentamento ainda incertos, estaremos lidando também com nossa saúde emocional, Cuide-se! Se precisar não dispense a consulta a um profissional da psicologia.



Bacharel em Administração – Psicólogo Clínico e Organizacional - MBA em Gestão Estratégica de Pessoas - Consultor RH – Analista Profiler - Consultor em Sete Lagoas e região da Rede de Recrutadores do Brasil - Psicólogo Clínico na MED & CO - Diretor CDL - Membro do CODECON/SL-MG - Administrador da agência de empregos APOLO – www.APOLO.srv.br – www.brenoborges.com.br




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados