Menu

Polícia investiga casos de crime sexual contra alunos em escola particular de BH

Um funcionário de uma escola particular no bairro Nova Suíça, região Oeste de Belo Horizonte, é investigado pela Polícia Civil por suspeita de abuso sexual, importunação sexual e ato obsceno. Até o momento, dez vítimas já prestaram depoimento, mas o número pode chegar a 20, com alunos entre 6 e 15 anos.

 Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

O suspeito atuava como "assistente disciplinar" na unidade, e ajudava na organização do fluxo de alunos. Nesta segunda-feira (27), imagens de câmeras de segurança foram entregues à PC, que vai usá-las na investigação para determinar se houve ou não crime. O homem será o último a ser ouvido pela entidade.

Em nota, a escola em que os casos teriam acontecido explicou que a primeira medida tomada foi o afastamento do profissional. "O caso está sendo tratado, com extremo cuidado e atenção, pelo setor de compliance com apoio de uma organização especializada independente", acrescentou.

A instituição disse ainda que está recebendo pais e responsáveis para informar sobre ações implementadas. A recomendação é que todas as informações sejam repassadas à Polícia Civil, e se necessário, as crianças serão ouvidas com apoio profissional.

Em nota, a PC afirmou que "instaurou inquérito para apurar os fatos e a investigação tramita na na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente".

Com Itatiaia



Publicidade

Links patrocinados MGID