Menu

Carteira de Trabalho ganha versão digital desenvolvida pela Dataprev

A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ganhou uma versão digital desenvolvida pela Dataprev. Lançado nesta terça-feira (21) pelo governo, o aplicativo do Ministério do Trabalho permite ao trabalhador acessar todos os dados disponíveis no documento impresso, como informações da identificação civil e dos contratos de trabalho.

Nova plataforma foi lançada no Palácio do Planalto, em Brasília/Foto: DivulgaçãoNova plataforma foi lançada no Palácio do Planalto, em Brasília/Foto: Divulgação

O novo aplicativo faz parte do conjunto de soluções desenvolvidas pela Dataprev para levar mais comodidade e conveniência no acesso aos serviços prestados pelo governo.

“Acredito que esta cerimônia acontece em uma hora muito boa. Estamos reunidos aqui para tratar da maior prioridade do nosso governo, que é a criação de empregos, que é o que temos feito desde o início em diversas frentes do nosso governo. A regra do nosso governo é colocar o Brasil no século XXI”, destacou o presidente da República, Michel Temer.

A nova plataforma foi lançada no Palácio do Planalto, em Brasília, e contou também com a participação dos ministros do Trabalho, Ronaldo Nogueira, da Casa Civil, Eliseu Padilha, da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, do Tribunal Superior de Trabalho, Ives Gandra, do presidente da Dataprev, André Leandro Magalhães, do secretário de Políticas Públicas de Emprego, Leonardo Arantes, entre outras autoridades.

"O Ministério do Trabalho lança hoje uma revolucionária plataforma tecnológica de prestação de serviços ao trabalhador por meio digital, desenvolvimento especialmente para as necessidades do trabalhador brasileiro: o Emprega Brasil. É certamente um dos mais audaciosos programas na área de empregabilidade já lançado no Brasil, com o uso intensivo de tecnologia de ponta e, assim, privilegiando a queda vertiginosa dos custos e o aumento exponencial de acessibilidade”, destacou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Já o presidente da Dataprev destacou a questão da mobilidade para facilitar o acesso a serviços públicos. “Passamos por uma revolução com o autoatendimento e com a conectividade e agora estamos investindo na mobilidade, que é a forma mais rápida e eficaz dos nossos clientes oferecerem seus serviços e do cidadão acessar os serviços públicos”, explicou André Leandro.

O aplicativo está disponível nas versões Android e IOS e funcionará como uma extensão da versão impressa, que não deixará de existir. A vantagem é que o trabalhador terá as informações à mão sempre que precisar fazer uma consulta. Pela ferramenta, também é possível solicitar a 1ª e 2ª via do documento.

A Dataprev deu início ao processo de internalização dos sistemas de gestão e emissão da CTPS no início de novembro. O compromisso foi firmado pelo presidente da Dataprev, André Leandro Magalhães, e o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, em julho deste ano e prevê ainda a informatização da carteira em locais onde a emissão é feita manualmente, como no caso do estado de São Paulo.

Com a internalização, os sistemas que eram operados pelo Ministério do Trabalho passaram a ser sustentados pela Dataprev. Trata-se de uma operação de grande complexidade, que envolve um banco de dados de mais de 100 milhões de registros, sendo 39 milhões só de carteiras informatizadas, além de todas as carteiras manuais existentes.

A operação contou com o envolvimento direto das equipes técnicas das áreas de desenvolvimento, infraestrutura, banco de dados, atendimento e negócios da Dataprev.

Como baixar a CTPS Digital

Para acessar, o trabalhador deve entrar na loja de aplicativos do seu celular e procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e baixar. Após, o usuário poderá acessar uma das quatro opções (entrar, solicitar 1ª via, solicitar 2ª via e perguntas frequentes).

Quem tiver a senha cadastrada no Cidadão.br e Sine Fácil, precisará apenas colocar essa senha, que é a mesma para os dois aplicativos. Em seguida, será necessário digitar o CPF, a senha e clicar novamente em entrar.

Quem não tiver senha ainda, precisará criar uma, clicando em Primeiro Acesso no Cidadão.Br ou em Cadastre-se.

Basta informar dados pessoais (CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe, local de nascimento), que serão validados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

A partir daí, se as informações estiverem corretas, o usuário será direcionado a responder um questionário com cinco perguntas sobre seu histórico laboral. É preciso acertar pelo menos quatro das cinco perguntas para receber uma senha provisória.

Caso o usuário não consiga acertar as respostas, terá que aguardar 24h para uma nova tentativa ou entrar em contato com a central 135 para auxílio.

Sine Fácil 2.0

Uma das vantagens dos aplicativos é a possibilidade de inclusão de novas funcionalidades para o usuário. Com mais de 680 mil downloads desde o lançamento, o Sine Fácil – aplicativo que permite ao trabalhador procurar vagas de emprego pelo celular ou tablet conectados à internet – está disponível agora na versão iOS e ganhou novos recursos.

O cidadão poderá fazer seu cadastro diretamente no aplicativo, sem a necessidade de usar um computador ou de ir até uma rede atendimento.

Entre as novidades, estão a possibilidade de o trabalhador alterar dados do seu cadastro pelo celular e incluir ou remover pretensões profissionais, garantindo mais flexibilidade na busca por vagas de emprego e sem a necessidade de comparecer a um posto de atendimento.

Na primeira versão era necessário um código de acesso (QR Code) para conseguir usar o aplicativo. Agora, o acesso pode ser feito também pela plataforma de autenticação da Dataprev, Cidadao.br.

Pelo Sine Fácil, o cidadão tem os serviços oferecidos pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine) ao alcance das mãos. É possível se candidatar a vagas, agendar entrevistas com empregadores e acompanhar a situação do seguro-desemprego.

Desde o lançamento, já foram realizadas mais de 20 milhões de consultas por vagas de emprego – só em outubro foram 5 milhões – e 180 mil entrevistas de emprego agendadas. Além disso, cerca de 50 mil trabalhadores consultam a ferramenta diariamente.

Seguro-Desemprego pela internet

Também com o objetivo de garantir mais eficiência na prestação de serviços públicos, reduzir custos e dar mais comodidade ao trabalhador, é possível agora fazer a solicitação do seguro-desemprego pela internet.

Os postos de atendimento estão aptos a fazer, em média, 700 mil requerimentos por mês.

A iniciativa, desenvolvida pela Dataprev, está disponível pelo portal Emprega Brasil. O trabalhador poderá preencher o formulário pela internet e só precisará comparecer a um posto de atendimento para validar o requerimento. A validação é importante para dar mais segurança ao processo.

Além de agilizar o atendimento, a mudança vai permitir que um maior número de trabalhadores seja atendido por dia. Outra vantagem é que o prazo para receber o benefício começará a contar no momento em que o formulário for preenchido pela internet, antes mesmo do trabalhador comparecer a um posto de atendimento.

Para acessar o portal Emprega Brasil, digite www.empregabrasil.mte.gov.br

Da Redação com Portal Dataprev




Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar