Menu

Sete Lagoas > Notícias > Polícia

Na Região Centro-Sul de BH, perseguição mobilizou viaturas e helicóptero da PM

  • Categoria: Polícia

Uma intensa movimentação de viaturas da Polícia Militar (PM) e do helicóptero da corporação chamou a atenção de pessoas que passavam pela Região Centro-Sul de Belo Horizonte, na tarde dessa terça-feira (14). Um forte aparato policial foi mobilizado para tentar capturar dois homens que roubaram uma loja de aparelhos eletrônicos no Bairro Buritis, no lado Oeste da cidade. Eles amarraram as vítimas e levaram alguns produtos, mas acabaram sendo monitorados. Houve perseguição por vários bairros. O material levado foi recuperado.

Reprodução/InternetReprodução/Internet

Os criminosos armados renderam as vítimas em um apartamento localizado na Rua Paulo Diniz Carneiro. De acordo com a Polícia Militar, dois homens invadiram o imóvel e trancaram as vítimas dentro de um banheiro. Os moradores foram amarrados com fitas adesivas.

No local, segundo a PM, funciona uma loja de produtos eletrônicos, como drones. Os criminosos fugiram levando alguns produtos. Eles entraram em um Fiat Uno, de cor vermelha, e saíram em alta velocidade. Os militares conseguiram localizá-los por meio do localizador de um dos materiais roubados.

Os criminosos foram vistos na Avenida Nossa Senhora do Carmo e começaram a ser perseguidos. Os policiais montaram um bloqueio com diversas viaturas, motos e até mesmo o helicóptero da corporação. Os assaltantes, quando viram que estavam cercados, abandonaram o veículo no cruzamento entre as avenidas Afonso Pena e Contorno, e fugiram a pé.

Dentro do automóvel foram encontrados os materiais roubados e uma arma de fogo. Ainda não há informações se os criminosos foram presos.

Com Estado de Minas

Integrantes de megaquadrilha de roubo a bancos foram presos pela Polícia Civil de Minas

  • Categoria: Polícia

Onze pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil que desarticulou uma quadrilha de roubo a bancos que, de acordo com a corporação, é a maior do Brasil. O grupo, que era composto por 14 pessoas - duas já estavam presas e uma morreu numa troca de tiros com policiais -, é responsável por um prejuízo de pelo menos R$ 3 milhões.

Foto: Lucas PratesFoto: Lucas Prates

Na tarde dessa terça-feira (14), o delegado Ramon Sandoli, do Departamento Estadual de Operações Especiais, detalhou, em entrevista coletiva, como os suspeitos foram encontrados. Segundo o delegado, o grupo era investigado há cerca de 90 dias e as primeiras detenções ocorreram no início de junho, durante o sequestro ao gerente de uma agência na cidade de Papagaios, na região Central do Estado.

"Dali em diante, a Polícia Civil foi chegando até outros membros da quadrilha e chegou aos 11 membros do grupo, além dos dois comandantes e chefes do bando que já são conhecidos da corporação e organizavam os sequestros de dentro da cadeia", afirmou Sandoli.

Só de janeiro a agosto deste ano, a quadrilha cometeu nove sequestros a gerentes de agências de pequenas cidades do interior do Estado, apontou a investigação. Outros cinco casos foram registrados em Minas este ano e a Polícia Civil não descarta de que o bando esteja envolvido também nestes crimes.

Reincidentes

Segundo o delegado Ramon Sandoli, os sequestros eram encomendados de dentro da cadeia, já que os dois chefes da quadrilha estavam detidos em presídios de segurança máxima. Um deles, conhecido como Chacau, estava preso há 14 anos por roubo. "Ele estava no presídio de Francisco Sá e de lá ele falava por telefone com os recrutas dele e até ameaçava as vítimas durante os sequestros", disse o delegado. O outro chefe do grupo estava na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana da capital.

Segundo os investigadores, os suspeitos primeiro vigiavam a cidade, rastreavam a vida do gerente do banco e depois partiam para o sequestro. A família da vítima era mantida em cativeiro e, sob ameaças, o funcionário do banco era obrigado a ir até agência e sacar o dinheiro para os bandidos, que depositavam as quantias em contas pré-definidas pelos chefes do bando.

Com Hoje em Dia

Subcategorias

Links patrocinados