Menu

Sete Lagoas > Notícias > Cidades

Caso de morte de bovino por doença de raiva é confirmado pela Prefeitura de Jequitibá

  • Categoria: Cidades

Foi confirmado no último domingo (11), um caso de morte por raiva em bovino, na região de Jequitibá. Em outubro, também houve outros dois casos confirmados em Inhaúma.

A raiva é uma infecção viral mortal transmitida para seres humanos a partir da saliva de animais infectados/ Foto: Reprodução Internet

A Prefeitura de Jequitibá orienta aos produtores rurais que vacinem todo o rebanho de bovinos e equinos contra a raiva. Animais com sintomas suspeitos não devem ser manipulados em hipótese alguma e o escritório do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) mais próximo deve ser comunicado imediatamente.

Os produtores também devem notificar ao IMA a presença de possíveis abrigos de morcegos hematófagos (aqueles que se alimentam de sangue e são, portanto, potenciais transmissores da raiva) na região.

A raiva é uma doença transmissível ao homem, que acarreta graves consequências. "Contamos com todos na divulgação e conscientização dos produtores sobre a importância de vacinar todo o rebanho o mais breve possível", enfatiza o prefeito de Jequitibá, Humberto Reis.

O IMA mais próximo de Jequitibá é o de Sete Lagoas. O Instituto atende em novo endereço, na rua Cachoeira da Prata, nº 230, bairro Canaan.

Mais informações no site www.ima.mg.gov.br, pelo telefone (31) 3774-9009 ou pelo e-mail: setelagoas@ima.mg.gov.br.

Sobre a raiva

A raiva é uma infecção viral mortal transmitida para seres humanos a partir da saliva de animais infectados, geralmente por uma mordida. A doença é quase sempre fatal. Qualquer um que pode ter um risco de contrair a raiva deve receber vacinação antirrábica.

Na contaminação, vírus viaja da ferida até o cérebro, onde causa inchaço ou inflamação, que leva aos sintomas da doença: baba em excesso, convulsão, dor e sensibilidade exagerada no local da mordida, excitabilidade, perda de sensibilidade em uma área do corpo, perda de função muscular, febre baixa, espasmos musculares, entorpecimento e formigamento, agitação, ansiedade e dificuldade de engolir (beber algo provoca espasmos da laringe).

O tempo real entre a infecção e o aparecimento da doença varia muito - ser de dez dias a sete anos. Esse período é chamado de incubação. O tempo médio corresponde a esse período, no entanto, é de três a 12 semanas. Em caso de suspeita de contaminação, procure atendimento médico imediato se você for mordido por algum animal. Com base em suas lesões e na situação em que a mordida ocorreu, o médico decidirá qual o melhor tratamento.

Com Departamento de Comunicação da Prefeitura de Jequitibá

Igreja Santa Clara recebe projeto Templum In Concert no próximo domingo

  • Categoria: Cidades

Considerado um dos mais bem-sucedidos projeto de educação musical de Minas Gerais, a Orquestra Jovem de Sete Lagoas tem levado harmonia e encanto da música instrumental clássica e contemporânea a diversas regiões da cidade. Com apoio incondicional da Prefeitura de Sete Lagoas o grupo colocou em prática, este ano, o “Templum In Concert”, quando a música orquestrada é levada a templos da cidade.

Orquestra Jovem de Sete Lagoas / Foto: Divulgação

Coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura e Juventude, sob a regência do maestro Ivison Máximo, a primeira apresentação da Orquestra Jovem foi na igreja Nossa Senhor das Graças no dia 26 de agosto quando os músicos apresentaram sucessos como “Yestarday” dos Beatles e “Carinhoso” que ficou famosa na voz de Pixinguinha.

Na sequência, a Igreja Imaculada Conceição recebeu o projeto, em 16 de setembro, e a Igreja São José Operário em 7 de outubro. Segundo o Subsecretário de Cultura e Juventude, Alan Keller, o princípio básico deste projeto é a popularização da música que encanta. “Apesar de termos uma orquestra em Sete Lagoas muita gente ainda não conhece este estilo musical”, completa.

No próximo domingo, dia 18, às 11h, a Igreja Santa Clara, localizada na rua Nelson Dutra Reis, 76, bairro Alvorada, recebe o “Templum In Concert”. A última apresentação do ano será no dia 9 de dezembro, às 11 horas, na Igreja Santa Luzia. Apesar das apresentações em 2018 terem sido direcionadas para igrejas católicas, o projeto pode ocorrer em qualquer templo religioso. Interessados em contar com a apresentação podem fazer a solicitação e agendamento na Casa da Cultura, (avenida Getúlio Vargas, 91, Centro). Todas as apresentações são gratuitas e não geram nenhum custo para igrejas ou templos.

 

Com AsCom PMSL

Links patrocinados