;
Menu

Sete Lagoas > Notícias > Cidades

Ações educativas e de melhoria da qualidade da água marcaram comemoração

  • Categoria: Cidades

A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, preparou uma programação especial para o Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março. A comemoração contou com ações educativas e de melhorias da qualidade da água das lagoas durante a semana.

Na quarta-feira (22), o prefeito Leone Maciel participou de uma ação na Lagoa Paulino com alunos da Escola Municipal Professor Nemésio Teixeira dos Anjos. As crianças soltaram filhotes de peixes na água, simbolizando a importância do ecossistema aquático.

Leone e crianças soltaram peixinhos na Lagoa Paulino / Foto: Ascom PMSLLeone e crianças soltaram peixinhos na Lagoa Paulino / Foto: Ascom PMSL

“Acredito na ideia que somos responsáveis pelo futuro e a melhor forma de zelar por ele, é ensinando nossas crianças a cuidar do nosso planeta. Por isso, leve a mensagem adiante seja para seu filho, sobrinho ou neto. Mostre a ele como a água é um recurso essencial para nossa sobrevivência, conscientize. Se soubermos usar, não irá faltar. A criança bem educada de hoje é o adulto do bem de amanhã”, declarou o prefeito.

Durante todo o dia, também foram entregues folders de conscientização com os dez direitos universais da água instituídos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A ação aconteceu na Estação de Transbordo (Terminal Urbano) e na região central, com blitz educativa.

Também foi feita coleta de água nas lagoas Paulino e Cercadinho. As amostras serão analisadas por uma equipe do curso Técnico em Meio Ambiente da Escola Técnica.
Na Lagoa do Cercadinho, foram instalados aeradores, que melhoram a oxigenação e, consequentemente, a qualidade da água. Evento contou com a presença do prefeito, do secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Nadab Abelin, e de outras autoridades.

Aeradores funcionando na Lagoa do Cercadinho / Foto: Ascom PMSLAeradores funcionando na Lagoa do Cercadinho / Foto: Ascom PMSL

Nadab Abelin falou sobre a importância de comemorar o Dia Mundial da Água como forma de conscientização. “Se todos os pais levar a mensagem aos seus filhos, sobre a importância de se economizar e preservar vamos continuar tendo água farta. Caso contrário, num futuro não muito longe, ela poderá vir a faltar. Hoje, se vive sem quase tudo, mas sem a água, o ser humano não consegue sobreviver”, disse.

Na quinta-feira (23), a Lagoa do Cercadinho foi novamente o cenário escolhido para mais uma ação educativa. Peixinhos foram soltos na água, dessa vez, com a participação de alunos da Escola Municipal Clarindo Cassimiro e de moradores da Vila Vicentina.

Finalizando a programação do Dia Mundial da Água, aeradores também foram instalados na Lagoa Paulino nessa sexta-feira (24). Os dispositivos foram implantados para teste no ano passado e agora ficam de modo definitivo, melhorando a qualidade da água e a fauna aquática.


Por Marcelle Louise

Profissionais da Educação se manifestam contra reforma da Previdência

  • Categoria: Cidades

Na tarde desta sexta-feira (24) aconteceu uma manifestação dos profissionais da educação contra a reforma da Previdência. Estavam presentes representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) de Sete Lagoas, da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) e representantes das escolas municipais e estaduais da cidade.

Foto: Ana Amélia Maciel-SeteLagoas.com.brFoto: Ana Amélia Maciel-SeteLagoas.com.br

O ato começou no Terminal Urbano às 15h e seguiu em passeata até a Praça Tiradentes. Faixas e bandeirinhas foram expostas. Adesivos e panfletos distribuídos. Os refrões entoados pelos manifestantes eram “Quem luta, educa!” e “Se a reforma passar, o Brasil vai acabar”.

Para a professora e servidora da Secretaria Municipal de Educação, Giselia Coelho, reforma é um absurdo. “A gente acha um absurdo o que esse governo, aliás, esse desgoverno, está fazendo com os trabalhadores. E como a gente vai barrar isso? Com conscientização popular, com o povo na rua, a gente não pode aceitar. A Educação está na rua para compartilhar conhecimento”. Giselia relatou que está em greve tanto na rede municipal quanto na Secretaria.

A professora Mardania Lyra alega que a classe está manifestando mas que a reforma atinge a todos. “A greve não é exclusiva da educação, a pauta de reivindicação também não é única, essa reforma atinge todo mundo, inclusive as pessoas que já estão aposentadas serão atingidas de alguma forma.”, argumenta.

Greve das escolas
As escolas estaduais estão em greve desde o último dia 15 e as escolas municipais têm aderido também ao movimento. “É melhor pagar sábado, um ou dois meses, do que trabalhar mais 20, 30 anos sem conhecer a aposentadoria. Se essa reforma for aprovada estaremos no deserto em busca da miragem da aposentadoria”, alega a professora Leiva Lúcia.

Nessa quinta-feira (23), aconteceu uma reunião de representantes das escolas municipais para que pudessem entender a greve estadual. Algumas delas também aderiram à greve contra a reforma da Previdência.

Segundo manifestantes, a greve escolar permanecerá até o próximo dia 28, quando a reforma será votada no Congresso e haverá uma reunião estadual do Sind-UTE, em Belo Horizonte, para decidir os próximos passos da mobilização. Neste encontro também haverá participação de representantes de escolas municipais.

Na segunda-feira (27) está prevista mobilização e manifestação dos estudantes.

Confira a galeria de fotos da concentração no Terminal Urbano:




Por Ana Amélia Maciel