Menu

Figuras de Sete Lagoas - Franck Caldeira

Franck Caldeira...

Franck Caldeira é o caçula de sete irmãos e projetou no atletismo sua chance de ter uma vida melhor. Integrou três equipes desde o início de sua carreira: começou na Pé de Vento, passou pelo Cruzeiro e desde 2011 faz parte da ORCAMPI. Patrocinado pela Nike há oito anos, o corredor conquistou boas marcas. Bateu recorde sulamericano nos 10.000 metros com 19 anos, foi campeão da São Silvestre em 2006.

A melhor conquista veio em 2007, no Pan Americano do Rio de Janeiro, com a medalha de ouro.

O atleta acredita que é muito importante encarar os desafios de frente. “Quanto mais evitamos uma coisa, mais ela aparece para você.” Conseguiu índice olímpico e embarcou para Londres aonde chegou em 13º lugar, numa corrida em que se destacou e chegou a liderar a prova.

Franck também foi agraciado com a medalha de mérito “Cidade de Sete Lagoas”.

 

Quer saber mais sobre os trabalhos do Studio? acesse www.kalablu.com.br

 

Figuras de Sete Lagoas - Zacarias

Zacarias...

Grande figura de Sete Lagoas, Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias, fazia muitas trapalhadas. Era conhecido pelo jeito infantil, pela peruca e pela risada característica. Mauro ganhou o apelido de Zacarias ainda pequeno, devido a um galo que teve na infância, de mesmo nome. Começou sua carreira como locutor de rádio.

Nasceu em 18 de janeiro de 1934 e faleceu em 1990, com 56 anos. Antes de se tornar conhecido nacionalmente Zacarias foi vendedor de sapatos e trabalhou em uma fábrica de café com seu pai.

Ficou conhecido do grande público e ganhou notoriedade pelo seu trabalho no grupo humorístico Os Trapalhões. Mauro foi o último a integrar o grupo, junto a Didi, Dedé e Mussum, completando a formação do quarteto em 1976.

 

Quer saber mais sobre os trabalhos do Studio? acesse www.kalablu.com.br

 

Figuras de Sete Lagoas - El'son da Terra

El'son da Terra...

El’son da Terra se inspira nas energias cósmicas para compor. O artista sete-lagoano já gravou três discos, Sete, O louco e suas contra versões e 777 O Cristo Cósmico.

A banda que se apresenta com o cantor e compositor é formada por Ricardo PittBlues na guitarra, Marcos Avellar no contra baixo, Sérgio das Trevas na bateria e Thiago Martins na guitarra. El’son atualmente prepara seu quarto CD, que segundo ele, “mais do que nunca, será mágico, filosófico e científico”.

El’son da Terra defende que o sucesso do artista depende dele próprio e de sua competência. “Quem quer faz meu irmão, quem não quer arruma desculpa”, enfatiza.

Para o compositor o artista precisa acreditar no seu processo de evolução e aperfeiçoamento, espiritual e profissional, para alcançar o sucesso. “Quando você tem uma vontade inabalável você está acima de outras leis”.

Quer saber mais sobre os trabalhos do studio? acesse www.kalablu.com.br



Figuras de Sete Lagoas - Paulinho do Boi

Paulinho do Boi...

O ator e professor de teatro, Paulo Henrique de Souza, mais conhecido como Paulinho do Boi, é personagem ativo no resgate cultural da cidade, principalmente quando o assunto é folclore.

Paulinho é apaixonado por carnaval e sempre realiza ações para resgatar as tradições culturais da cidade. Ainda menino, desfilou na bateria da escola de samba Imperatriz Catarinense, tocando tamborim. “Na década de 80 existiam inúmeras escolas na cidade e as comunidades defendiam suas bandeiras com muito afinco”, relembra o professor. O ator também fica saudoso ao relembrar a quantidade de blocos carnavalescos que ocupavam as ruas do “Garimpo”, bairro Santa Luzia.

Aos 42 anos, Paulinho repassa o que aprendeu também para as filhas Clarice e Larrissa. Ele é filho de professora e tem mais 11 irmãos. Dos 12 filhos, nove são professores, inclusive Paulinho que ministra oficinas de teatro no Serpaf e de comportamento organizacional no curso de Jovens Aprendizes, também do Serpaf.

Formado em gestão de RH pela Unifemm é autodidata quando o assunto é teatro. Atua no Popularizô, Grupo de Teatro de Sete Lagoas, como Contador de Histórias no Grupo de Contadores de Histórias Boi da Manta e o mais recente trabalho é como diretor artístico no grupo Carroça Teatral, formado por ex-alunos do Serpaf.

O projeto Arte Brasil que acontece na última segunda-feira de cada mês foi idealizado por Paulinho, juntamente com Roni Raggi (músico e compositor) e Kleber Kabelinho (Ator), há cerca de 13 anos.

Paulinho sempre se preocupou com o resgate do carnaval de rua de Sete Lagoas. “Como passei parte da minha adolescência no pátio da antiga escola de samba Imperatriz Catarinense fiz do saudosismo uma bandeira. Convidei um grande amigo, Dionei Teixeira, diretor da antiga fanfarra do Colégio Estadual, para juntos colocarmos um bloco na rua. Busquei no bairro São Geraldo a história de um boi brincante (boi da manta) que saía no carnaval com o antigo Bloco do Pingo (Geraldo Pingo) e colocamos o bloco Boi da Manta nas ruas tendo o seu primeiro desfile no aniversário da cidade em 2003”, lembra o artista.

Começava aí um grande desafio. “Conseguimos ressurgir com quatro e mais uma nova. Envolvemo-nos com o folclore da cidade e com a manutenção do patrimônio histórico imaterial de nosso povo. Ganhamos apoio de pessoas e empresas e até os dias atuais lutamos para que nosso sonho de um carnaval melhor não seja em vão”, enfatiza.

O ator também foi presidente do Conselho Municipal de Cultura, 2008 a 2011. Apesar das dificuldades no resgate cultural, Paulinho não perde a força e a alegria de viver. “Parece-me que até hoje as questões sobre políticas culturais ainda ficam só na verborragia e discussões. Não temos, por exemplo, uma lei de incentivo funcionando em nossa cidade e a secretaria de Cultura ainda funciona junto com a de Comunicação”, lamenta.

Referência para mais de 200 alunos, Paulinho do Boi é um exemplo de dedicação e paciência, fez e continua fazendo muito pela cidade. “Agora, em agosto, no dia 30, estrearemos o espetáculo “O Auto do Boi da Manta – De Repente o Milagre da Ressurreição”, no Casarão, com o Grupo Carroça Teatral. No próximo carnaval vamos tecer uma homenagem aos artistas de teatro Magno Francisco e Zacarias. Esperamos todos vocês em nossos sonhos de uma Sete Lagoas mais digna para o artista e para a cultura local. Até lá!”.

Quer saber mais sobre os trabalhos do studio? acesse www.kalablu.com.br