Menu

Sete Lagoas > Notícias > Política

Presidente da Câmara Municipal apresenta economia de gastos no Legislativo

O presidente da Câmara Municipal de Sete Lagoas, Claudio Nacif apresentou um levantamento de redução de contas referente a verba indenizatória na tarde desta terça-feira (19). Essa redução já vinha sendo discutida pela mesa diretora na gestão passada e questionada pelo Tribunal de Contas, pelo Ministério Público e pela população sobre os gastos mensais dos vereadores.

Presidente da Câmara Municipal de Sete Lagoas, Claudio Nacif (Caramelo)  / Foto: TV Câmara Presidente da Câmara Municipal de Sete Lagoas, Claudio Nacif (Caramelo) / Foto: TV Câmara

De acordo com Claudio Nacif (Caramelo), na lista de prestação de gastos, os custos de consumo de gasolina, locação de carros, materiais de escritório e água mineral foram levantados por cada gabinete existente, no caso 17.

Cada gabinete tem em média R$ 2.300 mensais para despesas com gasolina, R$ 3.000 em locação de veículos, R$ 400 com materiais de escritórios e R$ 300 para água mineral.

Na resolução anterior, o vereador podia alugar quantos carros fossem necessários para as atividades parlamentares. Hoje, com a nova resolução (nº 1145), 32 carros foram ofertados. Quinze vereadores solicitaram dois carros; um para o vereador e um para o gabinete, e apenas dois vereadores optaram por uma locação de veículo.

No que se refere ao combustível, cada representante da Câmara tem o direito a um tanque (50 litros para cada carro) por semana, totalizando 200 litros. Já o galão de água mineral de 20 litros, com um custo individual de R$ 7 poderá ser solicitado apenas 10 unidades por mês. “A nossa proposta é ganhar mais transparência, aumentar a moralidade e a economia.”, afirma Caramelo.

Entenda a economia:
Antes eram gastos pelos 17 vereadores um valor de R$ 5.100 mil mensal com água mineral. Agora com a nova resolução, o montante do valor atual chega a R$ 1.445 mil totalizando R$ 3.655 mil de economia.

Com o combustível, o valor aproximava de R$ 39.100 mil, com a nova resolução o valor passou para R$ 14.665 mil tendo uma redução de R$ 24.434 mil por mês.

Na locação de automóveis, as despesas eram de R$ 50.148 mil, com a nova resolução, as despesas caíram para R$ 45.444 mil, poupando um quantia de aproximadamente R$ 5.000 mil.

O presidente Claudio Nacif ainda ressaltou que os materiais de escritório ainda serão fornecidos a partir de outubro deste ano. “Até o momento, a casa do legislativo conseguiu uma economia de cerca de R$ 33 mil mensais. Se a gente conseguir manter essa média no ano atingiremos uma marca de R$ 400 mil [economizados] nos cofres públicos”, disse Nacif.


Por Naiara Barbosa