Menu

Sete Lagoas > Notícias > Concursos e Vagas

Concurso: resultado da prova discursiva é divulgado pela PRF e corporação convoca para próximas fases

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta segunda-feira (18), o resultado final da prova discursiva e a convocação para o exame de capacidade física e para o preenchimento eletrônico da ficha de informações pessoais (FIP) para a investigação social do concurso com 500 vagas para o cargo de policial rodoviário federal.

Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

A lista de aprovados pode ser conferida no site do Cebraspe, na seguinte ordem: UF de vaga, número de inscrição, nome do candidato em ordem alfabética e nota final na prova discursiva.

Os exames de capacidade física serão realizados nos dias 23 e 24 de março e os locais de realização serão divulgados, a partir do dia 20, por meio do site da banca.

Fique atento!

O candidato deverá comparecer ao exame com uma hora de antecedência, na data, no local e no horário divulgado na consulta individual, com roupa apropriada para a prática de atividade física: camiseta, calção ou bermuda, tênis e meias, munido de documento de identidade original e de atestado médico (original ou cópia autenticada em cartório), em que deverá constar, expressamente, que o candidato está apto a realizar o exame de capacidade física deste concurso e conter data, assinatura, carimbo e CRM do profissional, emitido nos últimos 15 dias anteriores à data da realização do exame, conforme modelo constante do anexo deste edital.

O candidato que não atingir a performance mínima no exame de capacidade física ou que não comparecer para a realização desta será considerado inapto e, consequentemente, eliminado do concurso público, não tendo classificação alguma no certame

De acordo com o edital do concurso, é recomendado que o candidato durma bem na noite anterior ao dia de realização do exame de capacidade física, alimente-se adequadamente, não ingira bebidas alcoólicas nem faça uso de substâncias químicas, a fim de estar em boas condições para a realização da referida fase.

Teste

O exame de capacidade física consistirá de quatro testes, todos de realização obrigatória independentemente do desempenho dos candidatos em cada um deles, especificados a seguir:

• teste de flexão em barra fixa

• teste de impulsão horizontal

• teste de flexão abdominal

• teste de corrida de 12 minutos

Será permitido ao candidato a utilização de relógio durante o exame de aptidão física, no entanto, a contagem oficial de tempo será, exclusivamente, a realizada pela banca.

Os testes serão aplicados de forma sequencial com intervalo mínimo de cinco minutos entre cada teste.

Investigação social

Os candidatos convocados para a investigação social devem preencher a ficha de informações pessoais no período das 8 horas do dia 18 de março às 18 horas do dia 26 de março de 2019, por meio do endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/prf_18.

Durante todo o período do concurso público, até a nomeação, exclusivamente para efeito da investigação social, o candidato deverá manter atualizados os dados informados na FIP, assim como cientificar formal e circunstanciadamente qualquer outro fato relevante para a investigação social, nos termos do Anexo VI do edital de abertura.

O concurso

As 500 oportunidades são para profissionais com diploma de nível superior em qualquer área de formação. O salário chega a até R$ 9,4 mil.

Foram, ao todo, 129.152 inscritos, e o local com o maior número de inscrições foi o Pará, com 12.700 pessoas que vão disputar 81 vagas (concorrência de cerca de 156 por chance), seguido de pertinho por Goiás, com 12.605 inscritos a 27 oportunidades (concorrência de cerca de 466 por vaga). Mas onde a disputa é mais acirrada é no estado de Minas Gerais, que tem 1.056 candidatos por cada uma das nove oportunidades abertas (foram contabilizadas ao todo 9.510 inscrições).

Os novos servidores serão alocados nos estados do Acre (17), Amapá (28), Amazonas (23), Bahia (17), Goiás (27), Maranhão (18), Mato Grosso (9), Mato Grosso do Sul (35), Minas Gerais (57), Pará (81), Piauí (22), Rio de Janeiro (10), Rio Grande do Sul (74), Rondônia (15), Roraima (23), São Paulo (19) e Tocantins (25), com jornada de 40h semanais. O policial rodoviário federal deve realizar atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários.

Além de provas discursivas e objetivas, o certame conta ainda com exame de capacidade física, avaliação de saúde, psicológica e de títulos, e investigação social. Após, há o curso de formação profissional, considerado a segunda etapa do concurso.

Com Estado De Minas

Links patrocinados