;
Menu

Sete Lagoas > Notícias > Brasil

Risco de inflação mesmo com menor crescimento mundial levaram Copom a elevar juros

  • Categoria: Brasil
Os três integrantes do Comitê de Política Monetária (Copom) que votaram pela elevação menor (0,5 ponto percentual) da taxa básica de juros, a Selic,  na última reunião, argumentaram que houve desaceleração da atividade econômica nos principais países, com melhoria nas perspectivas de inflação no mundo, “em parte em função da queda dos preços de commodities”. A informação está na ata da reunião, divulgada hoje (18) pelo Banco Central. A reunião foi realizada na última semana.

Entretanto, outros cinco diretores votaram pela elevação de 0,75 ponto percentual. “A maioria do Comitê, entretanto, considera neste momento que, em que pese a deterioração das perspectivas para o crescimento econômico mundial, os riscos para a materialização de um cenário inflacionário benigno no país não apresentaram ainda melhora suficientemente convincente”, diz o documento.

Na opinião da maioria dos diretores até o momento ainda não haviam “sinais consistentes” de redução do descompasso entre o ritmo de expansão da demanda e da oferta, o que gera inflação.

Na última semana, o Copom elevou a Selic de 13% para 13,75% ao ano. A expectativa do Copom é de que as decisões de política monetária, com elevação dos juros básicos, terão "impactos concentrados em 2009", com convergência da inflação para a meta central em 2009. O centro da meta de inflação para 2008 e o próximo ano é de 4,5%, com dois pontos percentuais para mais ou para menos.
 
AGÊNCIA BRASIL - Brasília