Menu

Sete Lagoas > Notícias > Brasil

Aumenta venda de peixe no Mercado São Pedro, em Niterói

  • Categoria: Brasil
A quatro dias da Sexta-Feira Santa é grande a movimentação com a venda de peixes no Mercado São Pedro, em Niterói, região metropolitana do Rio do Janeiro. Os preços do quilo variam entre R$ 6 a corvina e R$ 30 o cherne.

Attílio Guglielmo, diretor de Marketing da Associação dos Comerciantes e Amigos do Mercado de Peixe São Pedro, afirmou que, nesta época, os comerciantes chegam a vender duas vezes mais, em comparação com os outros meses, mesmo com o preço elevado do peixe.

De acordo com o comerciante, a cada ano o custo do peixe fica mais alto devido às dificuldades para a realização da pesca. “De uns tempos pra cá, para pescar você tem que ir longe por causa da poluição e da matança aos peixes em qualquer época. Antigamente, era possível pescar na baía. Mas tendo que ir longe, é necessário um grupo de pessoas mais preparado, um barco melhor e um tempo de mar maior. Tudo isso encarece o valor do peixe.”

Para a corretora de imóveis Rose Coutinho, comprar peixe no Mercado São Pedro ainda é um bom negócio. “Nesta época de Semana Santa, o preço sempre sobe um pouquinho, mas ainda está mais barato comprar aqui [no Mercado São Pedro] do que em uma feira.” A corvina, a anchova e o camarão são os produtos mais vendidos no Mercado São Pedro neste período.

Attílio Guglielmo disse ainda que atualmente cerca de 80% das vendas do Mercado São Pedro são feitas ao consumidor final. Segundo ele, o mercado perdeu vendas para restaurantes e para outros pontos de comercialização de peixe devido à falta de um entreposto único no Rio de Janeiro, o que facilita o aumento da concorrência. Hoje há um entreposto na Ceasa, em Irajá, e no Terminal Sardinhas 88, em Niterói.

 

 

Da Agência Brasil