Menu

Presidente do TJMG ministra palestra para estudantes de Direito do Unifemm

“Como muitos de vocês se tornarão juízes, promotores ou delegados, lembrem-se sempre de enxergar a dimensão social de nossa profissão e saibam que o nosso trabalho é dirigido ao ser humano”. Foi com essas palavras que o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais, saudou os alunos do curso de Direito do Centro Universitário de Sete Lagoas (Unifemm), na noite de quinta-feira, 16 de agosto.

 Foto: Alan Junio / Presidente do TJMG foi um dos palestrantes

Ex-aluno da instituição, o magistrado foi convidado para proferir a palestra “Trajetória profissional de sucesso e perspectivas da profissão”, cujo objetivo foi abordar o mercado de trabalho e desvendar os caminhos para a realização na carreira do Direito. Outro convidado da noite foi o professor da PUC-Minas, Ronaldo Brêtas, também ex-aluno do Unifemm e doutor pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Ao mencionar a consciência social que o profissional do Direito deve ter, o desembargador Nelson Missias demonstrou sensibilidade para com o drama que o encarceramento representa para as pessoas privadas de liberdade. “Sinto-me entristecido ao perceber que, muitas vezes, diante de crimes de grande comoção social, o parlamento nacional passa a legislar contra a Constituição, contra princípios de direito, substituindo política social por política criminal, como se direito penal fosse uma panaceia universal”, observou. Para o magistrado, que atuou durante muitos anos na área penal, a decisão de privar alguém da liberdade é algo muito “pesado” e de uma responsabilidade absurda.

O presidente do TJMG elogiou o ensino praticado no Unifemm. “Sei da excelência do ensino aqui. Vocês estão numa grande universidade”, disse. O magistrado falou sobre sua origem humilde, contou um pouco de sua trajetória profissional, desde que começou a trabalhar no fórum, aos 15 anos, e ressaltou a importância do esforço e da luta. “Hoje sou presidente do segundo maior tribunal do País, mas não me sinto embevecido, porque tenho dimensão da responsabilidade que isso significa”, enfatizou.

De acordo com o coordenador do curso de Direito, no turno da noite, Henrique Lanza, a palestra foi uma excelente oportunidade para os estudantes refletirem sobre a carreira, a partir da experiência de dois profissionais renomados e de destaque na área. “Foi importante para os alunos perceberem o grande potencial do curso, que possui diversos ex-alunos destacados na carreira jurídica. Isso reafirma o nosso compromisso e nossa tradição com a qualidade do ensino jurídico”, concluiu.

Realizada em parceria com uma equipe de ex-alunos e advogados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a palestra marcou o Dia do Advogado, comemorado em 11 de agosto. Além dos palestrantes, compuseram a mesa de honra do evento o reitor do Unifemm, Antônio Fernandino de Castro Bahia Filho; o presidente da OAB/subseção Sete Lagoas, Benjamin Sebastião de Oliveira Júnior; o diretor da Unidade Acadêmica de Direito do Unifemm, Roberto Nogueira; o presidente do conselho curador da Fundação Educacional Monsenhor Messias (Femm), Antônio Pontes Fonseca, e o presidente da Diretoria Executiva da Femm, Adelio Araujo de Farias.

 

Da redação Com TJMG




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados