Menu

APAE de Sete Lagoas passará a atender pessoas com deficiência física

O prefeito Cláudio Caramelo recebeu representantes da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) em seu gabinete na tarde desta sexta-feira (12), para firmar um acordo. Foi assinado um convênio que credencia a entidade a uma nova modalidade de atendimento, garantindo assim a assistência de pessoas com deficiência física.

Convênio que garante essa nova modalidade de assistência foi assinado nesta sexta-feira pelo prefeito Caramelo./ Foto: DivulgaçãoConvênio que garante essa nova modalidade de assistência foi assinado nesta sexta-feira pelo prefeito Caramelo./ Foto: Divulgação

Até o momento, a APAE era classificada na modalidade de Serviço Especializado em Reabilitação da Pessoa do Deficiência Intelectual (SERDI). Agora, a associação passou para a classificação de Centro Especializado em Reabilitação (CER) e vai oferecer serviços que só eram encontrados em alguns municípios de Minas Gerais. “A credibilidade e a estrutura física da nossa sede foram importantes no processo de escolha. Com algumas adaptações teremos capacidade de atender duzentos pacientes com deficiência física”, explica o presidente da APAE, José Luiz Tomé.

A APAE recebe recursos do governo federal, do Estado e da Prefeitura de Sete Lagoas. A verba federal passa a ser maior devido a nova oferta de atendimento. A administração municipal repassa mensalmente R$ 40 mil e ainda garante profissionais para o atendimento da demanda. Quem também participou da reunião foi Ângela Mafra, diretora de Educação da entidade, e os vereadores Gilberto Doceiro e Renato Gomes.

Cláudio Caramelo destacou a importância do trabalho executado e não escondeu a satisfação por esta nova conquista da associação. “A APAE tem um papel incalculável para toda região. É muito bom ver que a seriedade e o comprometimento de todos envolvidos na causa está sendo cada vez mais reconhecido”, comentou.

Atualmente a APAE recebe 780 assistidos de Sete Lagoas e vários municípios da região. A unidade setelagoana é modelo para todo o Brasil em diversas metodologias de tratamento, oferecendo atendimento aos usuários nas áreas médica, odontológica, social, educacional e psicológica. A APAE ainda tem programas de formação básica para o trabalho e oficinas de dança, música, artes, informática, biblioteca, educação física e práticas esportivas.

Com Ascom PMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados