Menu

América volta aos treinos com reforços e boa parte do elenco do ano passado campeão da Série B

Cinco reforços, manutenção de boa parte do grupo campeão da Série B e permanência do técnico Enderson Moreira. Esse será o América, que dará hoje o pontapé inicial para a temporada de 2018, em que volta a disputar a elite nacional. Numa mudança de perfil em relação a anos anteriores, a diretoria buscou contratações pontuais e investiu em nomes com experiência em grandes competições e que preenchem as carências da equipe.

Técnico Enderson Moreira começa a trabalhar a equipe para encarrar o primeiro desafio que é o Mineiro/Foto: SuperesportesTécnico Enderson Moreira começa a trabalhar a equipe para encarrar o primeiro desafio que é o Mineiro/Foto: Superesportes

Dos cinco contratados, três jogaram a Primeira Divisão no ano passado. O zagueiro Matheus Ferraz, que pertencia ao Sport e estava no Goiás, foi a contratação mais recente, fechando até 31 de dezembro. O jogador rescindirá o vínculo com o rubro-negro pernambucano e pode até ficar por mais tempo no América, caso a equipe se mantenha na elite nacional.

Aos 32 anos, ele vem para ser sombra dos titulares Rafael Lima e Messias, justamente o ponto forte do Coelho no título da Série B do Brasileiro na última temporada – o time alviverde sofreu apenas 25 gols em 38 jogos. Os dirigentes vêm se precavendo para uma possível saída de Messias, que interessa a vários clubes do Brasil, entre eles o campeão nacional, Corinthians. O time americano conta também com o experiente Lima e o prata da casa Roger para a defesa.

Outros que chegam ao clube são o volante Matheus Sales (ex-Palmeiras) e os atacantes Rafael Moura, Capixaba (ambos ex-Atlético) e Aylon, que não jogou a elite em 2017, já que estava emprestado ao Goiás. A diretoria diz que continua observando o mercado, de olho em atletas que viriam a dar qualidade ao grupo. O clube ainda procura um jogador de criatividade para o meio-campo.

Três titulares deixaram o Coelho depois da Série B. O volante Ernandes acertou com o Ceará (que subiu para a Série A), o armador Ruy voltará para o Coritiba, e o atacante Felipe Amorim se transferiu para o Figueirense. Além deles, terão novo destino os laterais Ceará e Pará, o zagueiro Renato Justi, os volantes Willian, Rafael Jataí e Neto Moura e os atacantes Hugo Almeida, Edno, Hugo Cabral e Mike.

GASTOS Em 2018, o clube projeta trabalhar com um orçamento de cerca de R$ 40 milhões, dos quais R$ 23 milhões virão por meio da cota de televisão pela participação na Série A – é o clube que recebe o menor valor, ao lado de Paraná e Ceará. Mesmo assim, há otimismo na diretoria alviverde de que o Coelho, com um grupo equilibrado, tem possibilidade grande de continuar na elite e até mesmo sonhar com uma vaga na Copa Sul-Americana de 2019

Da Redação com Superesportes




Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar