Menu

Final da Copa Eldorado-2017/2018 traz ‘ tira-teima’ para Curitiba e River

A decisão da 26° Copa Eldorado Secretária de Esportes, entre Curitiba F.C e Líder Automóveis e Seguros River, divide opiniões não apenas na torcida, mas também entre todos profissionais que trabalharam durante a competição. O confronto deste sábado, às 16:30h (de Brasília), no campo do Serrinha, coloca em campo grandes nomes do futebol amador de Sete Lagoas e região e é difícil apontar com precisão quem leva vantagem. De um lado, a equipe do bairro São Francisco investiu muito, vários jogadores experientes e consagrados, que já conquistaram diversas competições no cenário do futebol amador. Do outro, um time mais jovem, com um investimento menor, mas com o peso de ser o maior campeão da competição. O River tem (4) títulos na história da Copa Eldorado e vai em busca do penta.

Campo do Serrinha receberá a grande final da 26ª Copa Eldorado/Foto: DivulgaçãoCampo do Serrinha receberá a grande final da 26ª Copa Eldorado/Foto: Divulgação

Além dos 100% de aproveitamento na copa, a vitória por 2 a 1 que a equipe do Curitiba aplicou no Ideal, numa das partidas das quartas de final e o triunfo por 2 a 0 diante o Industrial na semifinal, contrastam com o jogo dinâmico, de muito potencial no seu meio campo e uma defesa muito equilibrada. Mas pode-se considerar que o River vem em uma crescente na competição, ainda falta um pouco de equilíbrio nas fases de transição do campo, de tal forma que, por ser uma equipe de jogadores mais jovens, falta ainda atingir um maior nível de concentração e ser mais seguro, ou seja, jogar com o resultado favorável e não sofrer tanto para conquistar suas vitorias. Podemos citar exemplos: No jogo contra o Santa Helena, na fase quartas de final, o River esteve com o resultado positivo até os últimos minutos de jogo e acabou levando o empate, forçando a decisão na disputa por pênaltis. Já contra o Ricardo Martelinho de Ouro Samba Gol, na semifinal, vencia por 2 a 0 e por pouco não acabou levando o empate.

O Curitiba é um time forte, bem posicionado e que faz tudo em coletivo. Mesmo nesse equilíbrio, aponto o Curitiba com uma leve vantagem, mas isso não quer dizer nada, o clima de decisão é diferente, o detalhe é um ponto crucial e acredito que os jogadores do River entendem essa força do Curitiba. Assim, fiz um levantamento do time base e a provável escalação de ambas as equipes para a final.

Curitiba

O técnico Thiago Mancha vai ter um grande problema, Gilsinho acabou se lesionando e está vetado para a grande final, com isso Eduardo Boqueirão deve ser recuado para formar dupla de zaga com Tornado, e Marcinho Mumu deve entrar no seu lugar, no meio campo. No banco de reservas, João Batista e Arone são opções de velocidade no segundo tempo.

Destaques individuais: Flavio (goleiro), Tornado e Gilsinho (zagueiros), Boqueirão, Samuel, Marcio Heleno (meias).

Fique de olho: O atacante Guilherme podemos afirmar que é o jogar mais habilidoso da competição com maior capacidade de drible, no um contra um sempre leva vantagem.

Provavel escalção: Flávio, Boca Preta, Boqueirão, Tornado, Deibinha, Marcinho Mumu, Samuel, Marcio Heleno, Pacha, Guilherme, Paulo Catanha. Tec.: (Thiago Mancha).

Lider Automoveis Seguros River

O tecnico Renato Chek Chek espera poder contar com o ótimo centrovante Scarpeli que esta lesionado, não jogou a semifinal e é duvida para a decisao. Caso não se recupere a tempo, Thiago Cachorro deve ser mantido no comando de ataque. Notícia boa é a volta do volante Micael que cumpriu suspensao automática. No banco de reservas a grande arma é o meia atacante Thiago, jogador com boa técnica e capacidade de criar jogadas.

Destaques individuais: Gustavo (zagueiro), Ramon e PC (meias).

Provavel escalação: Tiago, Guilherme, Gustavo, Nega, Girino, Micael, Abraão, PC, Ramon, Marquinho, Scarpelli (Thiago Cachorro). Tec.: (Renato Chek Chek)

Da Redação com Portalsete




Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar