Menu

Minas Gerais irá sediar Festival Paralímpico de 2019

Segundo estado com maior número de municípios participantes, Minas Gerais começa a se organizar para receber o Festival Paralímpico, previsto para o dia 21 de setembro deste ano. Promovido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), o evento conta com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, por meio da Subsecretaria de Esportes. O festival marca o Dia Nacional do Atleta Paralímpico, celebrado no dia 22 de setembro, e tem como objetivo estimular a prática de esportes para estudantes com deficiência da rede estadual de ensino.

Crédito foto: Portal Giro no EsporteCrédito foto: Portal Giro no Esporte

O número de munícipios sede saltou de 3 no ano passado (Belo Horizonte, Varginha e Uberlândia) para 10 este ano (Belo Horizonte, Varginha, Uberlândia, Betim, Contagem, Ipatinga, Lavras, Poços de Caldas, Três Corações, e Uberaba). A programação contará com até três modalidades por sede.

O aumento foi comemorado pelo coordenador do Paradesporto da Subsecretaria de Esportes, Claudio Roberto Coelho. “A adesão dos municípios só foi possível, graças ao trabalho de divulgação e mobilização nas escolas do interior, com a parceria da Secretaria de Estado de Educação, por meio das Superintendências Regionais de Ensino, entidades paradesportivas e gestores municipais”.

“O Estado tem promovido diversas ações e programas, proporcionando o crescimento do esporte adaptado e o consequente aumento do número de atletas e técnicos mineiros medalhistas em jogos Paralímpicos”, afirmou ainda o coordenador.

O festival é uma grande oportunidade de fomentar o desporto para pessoas com deficiência, além de proporcionar vivências esportivas paras as crianças.

Maria Laura dos Reis Martins, 17, atleta de tênis de mesa do município de Capitão Andrade, ressalta a importância da prática de esportes na vida das pessoas com deficiência. “Além de propiciar mais saúde e disciplina, a prática esportiva permite também o desenvolvimento da nossa autonomia”, afirma.

Próximo passo

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CBP) fará o levantamento junto aos municípios de quais modalidades serão apresentadas no dia evento e cada cidade-sede deverá apresentar até três modalidades. A seleção dos alunos participantes será feita pela rede estadual de ensino, junto com as entidades paradesportivas em seus respectivos municípios.

Em contrapartida, o CPB disponibilizará camisetas para os alunos, atendimento médico, insumos e certificados para os profissionais voluntários.

Com Observatório do Esporte




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados