Menu

Gol histórico de Marta leva Brasil para as oitavas de final no Mundial

Brasil está nas oitavas de final da Copa do Mundo! Marta, após o pênalti sofrido por Debinha, deu a vitória à Seleção Brasileira por 1 a 0 sobre a Itália, nessa terça-feira (18), em Valenciennes, na França. Com o gol marcado no Stade du Hainaut, a camisa 10 canarinho ultrapassou o alemão Miroslav Klose e tornou-se a maior artilheira da história das Copas, com 17 gols.

Foto: ReutersFoto: Reuters

A vitória por 4 a 1 da Austrália sobre a Jamaica, outro duelo do Grupo C, deixou o Brasil na terceira posição da chave Assim, a Seleção aguarda os últimos jogos da primeira fase para saber se enfrenta Alemanha e França no primeiro mata-mata do torneio.

Artilharia na área!

O Brasil começou o duelo sofrendo com as investidas italianas pelo lado direito da defesa, mas aos poucos, passou a ocupar o campo de ataque. O melhor momento brasileiro na etapa inicial foi em uma sequência de quatro escanteios, em que Debinha quase marcou de letra, mas parou na goleira, Marta por pouco não fez olímpico e Kathellen assustou de cabeça.

Bárbara salva!

O time de Vadão, porém, sofria com a falta de repertório ofensivo. O Brasil limitava-se a cruzar bolas buscando Cristiane, jogada que foi bem marcada. Controlando a metade final do primeiro tempo, a Itália esteve mais próxima do gol. Em lançamento italiano para a área, Bonansea apareceu sozinha para finalizar, mas Bárbara operou um milagre na linha do gol.

Aos trancos e barrancos

A equipe verde e amarela iniciou o segundo tempo como terminou o primeiro: com dificuldade na articulação do jogo e cruzando muitas bolas na área. Ainda sim, aos trancos e barrancos, conseguia assustar em lances de bola parada. Em falta sofrida por Tamires na meia lua, Andressinha carimbou o travessão.

A maior de todas!

O Brasil já havia chegado bem novamente, em desvio de calcanhar de Bia Zaneratto, que passou rente à trave. Logo depois, Debinha arrancou bonito pela esquerda, entrou na área e recebeu trombada. A juíza viu pênalti, discutível. Marta, que não tinha nada com isso, bateu forte, cruzado, ultrapassou o alemão Klose e tornou-se a maior artilheira da história das Copas do Mundo incluindo homens e mulheres. Importante por si só, o gol ainda colocou o Brasil nas oitavas-de-final da Copa do Mundo.

Com Terra




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados