Menu

Mancini comemora alívio por fim do risco do rebaixamento: 'momento que aguardávamos'

A vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o Corinthians, na tarde deste domingo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, tirou o time Galo de qualquer risco de cair para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

Com um jogo intenso, "elétrico" e que deixou o torcedor mais animado, o técnico Vagner Mancini comemorou não só à permanência na Série A em 2020, mas o bom futebol apresentado pelo Galo contra os paulistas.

"Momento que nós aguardavamos, né. Lógico que diante de um belo jogo que assistimos hoje. Importante quando você mostra o que você tem que ser feito de uma forma e isso acaba sendo feito dentro de campo. Obviamente gera um sentimento de felicidade. Sabíamos que seria um jogo dificílimo como foi, duas equipes que jogaram futebol e, acima de tudo, o que mais importa é que a equipe voltou a vencer, jogou bem merecidamente e isso de uma forma ampla acaba nos confortando", comentou.

Perguntando se estava pensando em permanência no ano que vem, o treinador desconversou e preferiu elogiar o futebol apresentado pelo Atlético na vitória no Horto.

"Isso não está em pauta no momento (permanecer no clube). Temos que focar no jogo de hoje, naquilo que foi desenvolvido. A partir do momento em que aceitei o desafio de vir para o Atlético, sabiamos que não seria fácil mudar uma metodologia que estava sendo aplicada, modificar conceitos do time. Seria importante uma sequência de jogos, de vitórias, e o atleta de futebol precisa da confiança para entrar em campo e desenvolver o que sabe. Hoje eu vejo o Atlético que já está mais perto de entender aquilo que o Mancini pede para eles. Em alguns jogos a gente até fez alguns momentos dessa forma, mas ocilou. No jogo de hoje eu vi o Atlético jogando em uma intensidade interessante, saindo rápido de trás, tentando surpreender o Corinthians. Na retomada da bola também, na transição defensiva feita em muita velocidade. Aos poucos eles estão entendendo e as coisas dentro de campo dando certo. Era um curto espaço de tempo. Na chegada faltavam poucos jhogos para mudar uma metodologia, mas hoje a gente vê evolução bem considerável em todos os aspectos, tanto em organização quanto na parte da execução", disse.
Um dos nomes do jogo, o meia Cazares foi bastante elogiado pelo treinador.

"Então, fico feliz de vê-lo jogando dessa forma, porque foi um atleta que ao longo desse curto período teve muita evolução na parte técnica e tática. Após a marcação do segundo gol, sem que chegasse ordem ele passou a fazer marcação mais recuada em cima do Gabriel. Quando passou mais adiantado, que nós já havíamos flaado que em algum momento poderia jogar como falso 9 para que pudéssemos reforçar o meio-campo, pois ele é extremamente ofensivo, um cara que olha para o gol. É super importante ter um atleta diferenciado na equipe, mas é também importante que ele subiu de produção e que esteja, talvez, no melhor momento do ano", analisou.

Agora o Atlético receberá o Botafogo, também no Independência, na próxima quarta-feira (4), às 19h30, pela rodada de número 37 do Brasileirão. O jogo interessa muito ao Cruzeiro, que luta contra o rebaixamento.

O Botafogo ainda não se garantiu 100% na Série A do ano que vem.

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados