Menu

Sete Lagoas > Notícias > Polícia

Megaoperação desarticula célula do PCC em Minas Gerais

  • Categoria: Polícia

A Polícia Civil cumpre nesta terça-feira (19) 25 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão contra a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Esta é a primeira etapa da operação Hefesto, considerada a maior realizada do Estado no combate ao crime organizado.

Polícia Civil cumpriu mandados nesta terça-feira. - Foto: Fred Magno/O TempoPolícia Civil cumpriu mandados nesta terça-feira. - Foto: Fred Magno/O Tempo

De acordo com a corporação, 18 mandados de prisão estão sendo cumpridos em Minas Gerais, nas cidades de Contagem, Passos, Três Corações, Campo Florido, Ouro Fino e Uberaba, sendo que 12 alvos já estavam no sistema prisional, por outros crimes. Três pessoas foram presas e outras três ainda são procuradas. Também foram cumpridos mandados nos Estados de Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e São Paulo.

A operação foi iniciada há cerca de oito meses, após a série de ataques a ônibus e outros equipamentos públicos ocorrida em junho do ano passado. A primeira fase focou nas principais lideranças do PCC em Minas Gerais e identificou 32 membros de diversas "sintonias" da facção. Entre eles, estão 14 integrantes da chamada Sintonia Geral do Estado, a estrutura de maior importância da facção criminosa em Minas. Eles são responsáveis, por exemplo, por distribuição de funções, batismo de novos integrantes, transmissão de ordens de instâncias superiores, julgamento de membros e ordens para ataques.

"É o maior golpe contra o crime organizado, tendo em vista que várias lideranças de várias sintonias estão identificadas, com mandados de prisão e indiciadas pelo crime de integrar organização criminosa", afirmou o delegado Marcus Vinicius Lobo Vieira Leite. Segundo ele, a ideia agora é deflagrar outras etapas da operação para identificar membros de instâncias inferiores do PCC, que estão nas ruas.

A Polícia Civil requereu a transferência de algumas lideranças para o sistema penitenciário federal, e o pedido está sendo analisado pela Justiça. O objetivo é afastar os líderes. Atualmente, há 2.227 integrantes do PCC em Minas Gerais.

Com O Tempo

Polícia apreende menor suspeito de participação no massacre em Suzano

  • Categoria: Polícia

A Polícia Militar de São Paulo apreendeu, na manhã desta terça-feira (19), um adolescente suspeito de envolvimento no massacre ocorrido na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, São Paulo, na última semana.

Terceiro suspeito foi apreendido a menos de um quilômetro da escola. - Foto: Heitor Feitosa/VEJA.comTerceiro suspeito foi apreendido a menos de um quilômetro da escola. - Foto: Heitor Feitosa/VEJA.com

O jovem, de 17 anos, que já havia prestado depoimento na última sexta-feira, foi apreendido em casa, a menos de um quilômetro de distância do colégio, e será levado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Suzano. Após passar por exames, será encaminhado ao fórum da cidade.

Segundo a polícia, durante a investigação foram analisados os celulares dos dois assassinos e do menor apreendido. O inquérito apontou que os três aparelhos têm conversas claras sobre o planejamento das mortes.

Em virtude disso, a Justiça determinou a internação provisória do menor por 45 dias, podendo prorrogar o prazo dependendo de seu depoimento e dos laudos de sanidade.

Aguarde outras informações.

Com O Tempo

Subcategorias

Links patrocinados