Menu

Câmara se mobiliza e vai até a ALMG pedir apoio e cobrar posicionamento por dívida do Estado com Sete Lagoas

Com uma dívida que não para de crescer e que já ultrapassou a casa dos R$ 110 milhões, só com Sete Lagoas, o Estado, às vésperas de encerrar o ano fiscal, quer discutir na justiça a quitação dos repasses obrigatórios que não está sendo feita aos municípios. Para pedir apoio e cobrar um posicionamento efetivo, uma comitiva de 11 vereadores desembarcou na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, nessa segunda-feira (3), e entregou um manifesto ao vice-presidente da entidade, Inácio Franco (PV).

Foto: AsCom CMSLFoto: AsCom CMSL

O movimento foi organizado pela comissão permanente de Educação da Câmara Municipal que é presidida pelo vereador Renato Gomes (PV) e composta ainda por Gislene Inocência (PSD) e Marcelo Cooperseltta (MDB). No manifesto entregue ao deputado, assinado pelos 17 vereadores, foi discriminada, item por item, a dívida com Sete Lagoas. Apesar da boa receptividade, o balanço da mobilização não foi dos mais positivos.

Depois de receber o documento, o deputado Inácio Franco lamentou o fato de o Estado estar “falido” e reconheceu que será muito difícil haver algum repasse ainda este ano. Movimentos sindicais da cidade também estiveram representados na comitiva para engrossar o coro das exigências.

Os vereadores cobram também a rejeição ao Projeto de Lei 5456/2018 que tramita na Assembleia e que “dispõe sobre a instituição do fundo extraordinário do estado de Minas Gerais FEMEG”. O entendimento dos vereadores é que com a aprovação do texto “os municípios estejam condenados ao calote”.

A motivação para a viagem partiu, de acordo com Renato Gomes, depois de reuniões na comissão de Educação com representantes dos sindicatos. “Como Poder Legislativo tínhamos que tomar providências. Ouvimos profissionais da educação e nossa primeira preocupação é com os repasse do Fundeb. Entendemos que foi implantado um caos em Sete Lagoas”, falou Renato em nome do grupo.

Mesmo sem respostas concretas, os vereadores vão continuar a mobilização e as cobranças. Participaram da caravana, além de Renato, Marcelo e Gislene Inocência, Gilson Liboreiro (PHS), Zé do União (PSL), Rodrigo Braga (PV), Marli de Luquinha (PSC), Milton Martins (PSC), Beto do Açougue (PSD), Fabrício Nascimento (PRB) e Dr. Euro (PP). O assessor Márcio Soares representou o vereador Gonzaga (PSL).

Foto: AsCom CMSLFoto: AsCom CMSL

 

Com AsCom CMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados