Menu

Sete Lagoas > Notícias > Região

Chuvas provocam alertas na Zona da Mata e Vale do Rio Doce

  • Categoria: Minas
Na manhã deste domingo (28), 200 famílias foram retiradas de suas casas no bairro Aeroporto em Muriaé, na Zona da Mata mineira, por haver riscos de deslizamentos de terra na área. Ruas próximas ao desabamento ocorrido na sexta-feira à noite, quando morreram duas pessoas, foram interditadas. As famílias foram conduzidas para abrigos ou estão em casas de parentes.

Durante a manhã, três equipes compostas por bombeiros, assistentes sociais e engenheiros da prefeitura, percorreram áreas de risco na cidade. Uma equipe concentrou seu trabalho no bairro Aeroporto, um dos mais atingidos e outras duas equipes atendem chamados recebidos pelo Posto de Comando, formado pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Prefeitura Municipal e Defesa Civil municipal e estadual.

Neste domingo (28), um caminhão com rolos de lona, colchonetes e cobertores enviado pela Defesa Civil Estadual chegou à Muriaé. Este material e as cestas básicas já armazenadas pela Defesa Civil municipal serão distribuídos para as famílias que tiveram que deixar suas casas por causa do risco de inundações e desabamentos.

O comandante do 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Muriaé, tenente Patrick Tavares Gomes, informa que o monitoramento do volume de água dos rios Muriaé e Preto, que cortam a cidade, é fator de análise para tomada de decisões. “De ontem à noite para hoje de manhã, o nível do rio Muriaé baixou 40 cm, mas a tendência do rio Preto é subir”, informou o militar.

 
AGÊNCIA MINAS