;
Menu

Sete Lagoas > Notícias > Minas

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de bebidas e três são presos em Bocaiuva

  • Categoria: Minas

A Polícia Civil em Bocaiuva fechou uma fábrica cladestina de bebidas na tarde dessa terça-feira (27) e prendeu três homens. Segundo a PC, o local falsificava a produção de vários tipos de bebidas alcoólicas destiladas, como cachaça e whisky, e vendia os produtos a valores bem abaixo do mercado, cerca de um terço do preço usual.

Para a polícia, os autores alegaram que a produção existe há seis meses, mas a PC acredita que a fábrica clandestina funcione há mais tempo.

Equipamento usado pelo grupo para produção clandestina das bebidas / Foto: João LãEquipamento usado pelo grupo para produção clandestina das bebidas / Foto: João Lã

Os investigadores chegaram ao local, no Bairro Pernambuco, após notarem ação suspeita de um caminhão, que sempre parava na porta do galpão e descarregava garrafas de vidro. Durante a apreensão da PC nesta terça-feira, os investigadores interceptaram um carregamento das bebidas que seguiria para a cidade de Pirapora, também no Norte de Minas.

No galpão estavam vários toneis e caixas d'água, usados para misturar solventes, aditivos e aromatizantes, usados para chegar próximo ao sabor das bebidas. Além das bebidas, de rótulos nacionais e importados, a PC encontrou selos de inspeção falsos. A PC acredita que os autores faziam venda dos produtos para 129 cidades em Minas Gerais.

Fábrica clandestina foi descoberta em um galpão em Bocaiuva / Foto: João LãFábrica clandestina foi descoberta em um galpão em Bocaiuva / Foto: João Lã

Segundo a PC, os autores, todos maiores de idade, foram presos em flagrante delito e levados à delegacia da cidade. Por se tratar de produto destinado ao consumo humano, podem pegar de 4 a 10 anos de prisão. A quantidade de bebidas apreendidas não foi informada. O proprietário da fábrica é procurado pela polícia.


Da Redação com G1