Menu

Sete Lagoas > Notícias > Minas

Zona da Mata mineira também teve manifestação nesta segunda-feira de um pequeno grupo de caminhoneiros

  • Categoria: Minas

Um pequeno grupo de caminhoneiros fez uma manifestação nesta segunda-feira (10) no km 804 da BR-116, na altura de Além Paraíba, na Zona da Mata mineira. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os veículos ficaram às margens da rodovia, sem provocar interdição, próximo ao pátio do posto Faisão. O protesto foi realizado entre 3h e 10h.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Em maio, a greve dos caminhoneiros travou a economia brasileiraFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Em maio, a greve dos caminhoneiros travou a economia brasileira

Grupos de caminhoneiros teriam articulado manifestações em todo o país para esta segunda-feira, em protesto contra uma decisão da última semana do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, que suspendeu a aplicação de multas para quem descumprir a tabela de preço mínimo de frete.

Mas a possibilidade de uma nova paralisação estaria dividindo os próprios motoristas de caminhões. Alguns são contra a paralisação por considerarem que uma greve, agora, em período de pouca carga e sem safra, não surtiria muito efeito. Outros defendem que o grupo precisa realizar o ato para não demonstrar fraqueza.

Para tentar acalmar os ânimos, o líder dos caminhoneiros Wallace Landim, conhecido como Chorão, postou um áudio do deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), que será o novo ministro da Cidadania do governo Bolsonaro. Ele afirma que, apesar da decisão de Fux, a lei continua valendo e é ilegal não cumprir a tabela.

O deputado alerta, porém, para os riscos de a categoria perder força com uma paralisação agora. "Greve deve ser uma arma para ser usada em último caso", disse. O fato é que há uma insatisfação muito grande entre os caminhoneiros, que aumentou com a liminar contra as multas.

 

Com Hoje Em Dia

Links patrocinados