Menu

Sete pessoas continuam internadas após acidente com ônibus na BR-381

Cerca de 24h após o grave acidente que deixou sete pessoas mortas - entre elas uma criança de 1 ano - na manhã de domingo (12), sete pessoas continuam internadas em hospitais da região metropolitana de Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira (13). Entre as vítimas, somente uma delas está em estado grave.

Um ônibus tombou na manha deste domingo ( 12 ) , na BR-381 , em Igarapé, deixando ao menos 6 mortos , sendo 1 bebê de apenas 9 meses/Foto: OTUm ônibus tombou na manha deste domingo ( 12 ) , na BR-381 , em Igarapé, deixando ao menos 6 mortos , sendo 1 bebê de apenas 9 meses/Foto: OT

Conforme a direção do Hospital Regional de Betim, três pessoas foram atendidas na unidade de saúde, sendo que Leandro Rodrigues Santana, de 33 anos, deu entrada mas faleceu durante o atendimento no mesmo dia. Continuam internados Enderson Amaral da Silva, de 22 anos e Maria da Ajuda Santos, de 67.

O jovem teve uma amputação traumática do braço direito ainda no local do acidente, além de ter fraturado o braço esquerdo. Ele passou por cirurgia para a correção da amputação e, agora, está estável. Ele segue internado aguardado uma cirurgia no braço esquerdo. Consciente e orientado, o rapaz já chegou inclusive a fazer contato com seus familiares.

Já a senhora que estava no ônibus sofreu escoriações no braço esquerdo. Ela Passou por tomografia, sem indicação para cirurgia, e está internada sob observação na Unidade de Politraumatizados.

No Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII, em Belo Horizonte, seis pessoas foram atendidas, sendo um homem, quatro mulheres e uma garotinha de 2 anos. O homem teve alta ainda no domingo, e, das vítimas que seguem internadas, uma está em estado grave e as outras quatro estáveis. A Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) não divulgou em seu boletim qual das vítimas estaria grave.

O acidente

O acidente aconteceu entre as cidades de Igarapé e Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, no KM 525 da BR-381, na descida da Serra de Igarapé, sentido São Paulo. O coletivo saiu de Itabuna, da Bahia, às 10h do último sábado (11), com destino a São Paulo. Muitos ocupantes eram comerciantes que estavam indo para SP para comprar roupas.

O pastor Renildo Diécio de Jesus, de 43 anos, estava viajando a negócios. “Foi desesperador. Quando faltou freio, o motorista reserva entrou gritando ‘’Meu Deus, meu Deus”, e as pessoas se apavoraram pensando que era assalto. Quem estava com cinto tirou o cinto, teve gente que ficou em pé, mas o ônibus foi correndo mais e logo tombou”, contou.

Erick Marinho Souza, de 19 anos, perdeu o pai no acidente. Eles estavam indo passar um mês na casa de parentes em São Paulo. “Eu estava viajando do lado do meu pai, mas, no meio do caminho, a moça que locou o ônibus mandou eu vir para o meio, para cada um ficar com duas poltronas e ter mais espaço. Na hora do acidente, meu pai se levantou e eu só vi o baque”, disse. “Graças a Deus não aconteceu nada comigo, mas meu pai eu perdi”, lamentou.

As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros, por populares e pela Autopista Fernão Dias.

Segundo o Corpo de Bombeiros, há relatos de neblina e de a pista estar escorregadia no momento do acidente. Não houve colisão com outro veículo. O motorista teria perdido o controle.

Da Redação com OT

Leia mais:

Acidente com ônibus deixa sete mortos, incluindo uma criança de um ano



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar