Menu

Dicas de como escapar dos engarrafamentos durante o carnaval em BH

Dia de colocar em teste o esquema preparado para aquele que se espera ser o maior carnaval da história de Belo Horizonte. Com a expectativa de 3,6 milhões de foliões espalhados por ruas e avenidas de todas as regiões da capital, a estrutura montada na cidade também tem números superlativos. São 14  mil banheiros químicos – 40% a mais que em 2017, mais de 500 servidores cuidando do trânsito, entre policias, agentes da BHTrans e guardas municipais, tudo sob os olhos atentos de nada menos que 1,6 mil câmeras de videomonitoramento, enviando imagens 24 horas para o Centro de Operações da Prefeitura (COP/BH).

Desfile do 'Então, Brilha!' deixa trânsito complicado no Centro de BH/ Foto: Lucas Soares/ EM D.A PressDesfile do 'Então, Brilha!' deixa trânsito complicado no Centro de BH/ Foto: Lucas Soares/ EM D.A Press

Na manhã de hoje(10), o Bloco Então, Brilha!, um dos maiores da capital, coloca toda essa preparação em xeque, com um desafio que se torna maior a cada ano: garantir a mobilidade para quem precisa se deslocar pela cidade, principalmente para acessar serviços essenciais, como os da Região Hospitalar.

Para quem usa carro ou ônibus, a BHTrans preparou um esquema especial que vai até terça-feira, privilegiando a abertura 24 horas de corredores vitais, como as avenidas do Contorno, Bias Fortes e Amazonas, com o objetivo de garantir a operação dos coletivos e principalmente manter os acessos aos hospitais. Essas três avenidas são chave para os deslocamentos de todas as regiões em direção ao Centro e também para o retorno para os bairros (veja mapa). A única exceção será o fechamento da Contorno hoje, devido à passagem do Então, Brilha!, que terá como consequência o bloqueio do Viaduto Leste para acesso e saída do Centro de BH.

Para os blocos fora do perímetro da Contorno, a orientação é ficar atento a placas e faixas que indicam a passagem de cortejos pelos bairros. Mas paciência será acessório indispensável para quem vai sair de casa, pois aglomerações espontâneas podem ocorrer em vários pontos, pelo próprio caráter da festa. Para ajudar, o Estado de Minas preparou uma lista de perguntas e respostas com as principais dúvidas que podem surgir na hora do deslocamento (veja quadro).

Dentro do perímetro da Contorno, a BHTrans identificou seis áreas mais propensas a eventos nas quais a recomendação é não ir de carro, com exceção do trânsito local. Nesses pontos, os ônibus não vão circular, o que levará a modificações no trajeto das linhas. Por outro lado, a empresa municipal garante que vai manter alguns corredores livres, como a Avenida Amazonas (entre a Contorno e a Rua São Paulo), a Bias Fortes (entre a Rua da Bahia e o Elevado Helena Greco) e a própria Avenida do Contorno, o que deve garantir o acesso de motoristas de qualquer região ao perímetro da Contorno. Segundo a diretora de Ação Regional e Operações da BHTrans, Deusuite Matos, a estrutura do COP/BH será usada  para garantir a fluidez nessas vias.

Quem depende do transporte público dentro da Contorno deve ficar atento. Uma nova configuração prevalecerá a partir das 14h de hoje. Segundo Deusuite Matos, todos que estiverem nessas condições devem acessar o site da empresa que cuida dos transportes na capital (www.bhtrans.pbh.gov.br), clicar no banner do carnaval e em seguida escolher a opção transporte coletivo. Nesse link estão todas as linhas que tiveram modificações nos pontos de embarque e desembarque e o esquema que vai vigorar até terça-feira. “As pessoas não precisam se preocupar com o lugar em que tem bloco. Precisam observar o novo itinerário no nosso site, que já foi construído levando em consideração a passagem dos blocos”, afirma a diretora.

Barbara Aichinger com Em.com.br




Banner Camara Municipal 220518
Publicidade
Publicidade

Links patrocinados