Menu

Mais de 18 mil casos prováveis de dengue foram registrados este ano em Minas Gerais

Minas Gerais registrou 18.652 casos prováveis de dengue este ano e três mortes pela doença foram confirmados, nos municípios de Conceição do Pará, Uberaba e Moema. Outros 12 óbitos estão sendo investigados via exame laboratorial. No ano passado, foram confirmadas 18 mortes pela doença.

Foto: leonardoconcon.com.brFoto: leonardoconcon.com.br

No último mês, nove municípios encontraram-se com incidência muito alta de casos prováveis de dengue. O município de Rodeiro, na Zona da Mata, é o que possui a maior incidência de casos. Foram 104 notificações, uma média de um caso a cada 1.358 habitantes. Outras cidades com alta incidência da doença são Marliéria, São Geraldo, Piraúba e Lagoa da Prata.

Em relação à febre chikungunya, Minas registrou 6.804 casos prováveis da doença, concentrados na região do Vale do Aço, e não foi constatada nenhuma morte referente à enfermidade no Estado.

Nas últimas quatro semanas, três municípios mineiros apresentaram alta incidência para a chikungunya: Santana do Paraíso, Coronel Fabriciano e Ipatinga. No ano passado, o Estado registrou 16.329 casos prováveis da doença e 15 pessoas morreram, sendo 12 de Governador Valadares.

Também foram registrados 204 casos prováveis de zika em 2018, sendo 62 em gestantes e, dessas, quatro com confirmação laboratorial. Registros referentes a grávidas foram feitos em 22 municípios, com destaque para Montes Claros (10 gestantes), Janaúba (8 gestantes), Coronel Fabriciano, Santana do Paraíso, Timóteo, Uberlândia (4 gestantes cada), Belo Horizonte e Ubá (3 gestantes cada).

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados