Menu

Álvaro Vilaça

Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo / Copa do Mundo 2022: Curiosidades e preparativos

Tempo Esportivo

Enquanto a Copa América segue acontecendo aqui no Brasil e a Seleção Canarinho tenta melhorar sua popularidade entre os torcedores brasileiros, muito já se fala de projetos ligados ao Catar, que também está disputando a Copa América aqui no Brasil e que será sede da Copa do Mundo de 2022. Mas, afinal de contas, em que data acontecerá a próxima Copa do Mundo? Par o espanto de muitos, a próxima Copa do Mundo está marcada para ocorrer entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022.

Imagem divulgada pelo comitê organizador do Al-Khor City Stadium, no Catar.Imagem divulgada pelo comitê organizador do Al-Khor City Stadium, no Catar.

A decisão é para evitar as temperaturas altas. No meio do ano, verão no Catar, os termômetros podem marcar até 50ºC. Já nos meses em que acontecerá a Copa, inverno no país, os turistas poderão enfrentar temperaturas mínimas por volta de 10 graus.

No Catar, o fuso horário é de seis horas a mais em relação ao horário de Brasília. Esse é, inclusive, o mesmo fuso de Moscou, capital da Rússia que recebeu jogos da última Copa.

O idioma oficial é o árabe. O inglês também é falado no país.

Para os brasileiros que pretendem se deslocar para o Catar em 2022, seguem as informações sobre o transporte a partir do Brasil: Há opções de voo direto e com escalas. Atualmente, o preço médio de uma passagem de ida e volta está entre R$ 4.500 e R$ 6.500 na classe econômica. É necessário levar o passaporte com validade de no mínimo seis meses. Desde o ano passado, não há mais a obrigação de visto para o Brasil. O turista brasileiro tem direito a ficar no país por até 30 dias.

Voltando a falar de futebol, por enquanto, está mantido o número de 32 equipes para o Mundial, mas para a Copa em 2026, o número de 48 seleções já foi confirmado.

O Catar tem pouco mais de 11 mil km quadrados (é menor que o estado do Sergipe, no Brasil, que tem cerca de 21 mil km) e a distância entre cada estádio é curta. A maior delas é de cerca de 55 km, entre o Al Bayt Stadium e o Al Wakrah Stadium. Um metrô de superfície vai interligar 7 arenas do Mundial. Entre alguns estádios, é possível até ir a pé.

Você pode achar que até mesmo para o Catar, o país mais rico do mundo, toda ambição tem limite. Se sediar e planejar uma Copa do Mundo sem ao menos ter tradição no futebol, apenas para chamar atenção do planeta por 28 dias já seria um passo suficientemente grande, os governantes cataris mostram mês após o outro que isso ainda é pouco. Para a pequena nação árabe situada no Golfo Pérsico, ser exaltada pelo pioneirismo é algo primordial. Não importa o valor: para impressionar e desenvolver-se rapidamente, o país não faz contas antes de investir. Uma das jogadas da vez é construir uma cidade do zero sem sequer ter população para ocupá-la. O projeto de Lusail é real e está com 70% de suas obras concluídas.

A transformação tem ritmo acelerado. As dunas de areia aos poucos vão dando espaço a um organizado, porém ainda solitário município. Lusail já tem cara de cidade, com avenidas, ruas, prédios residenciais, hotéis e comércios finalizados. Restam, "apenas", os habitantes. Apelidada de "cidade fantasma" pelo povo catari, está praticamente pronta — mas ainda não há perspectiva de ocupação.

Deslocando-se de carro por suas ruas, em algumas regiões ouve-se apenas o silêncio — que só é interrompido pelo barulho do vento. Em outras áreas, os únicos ruídos vêm das britadeiras e de outros instrumentos usados nas construções ainda em andamento — mas quase prontas. Não há carros circulando nas longas avenidas ou movimentações em seus grandes prédios.

Os únicos que passeiam por Lusail durante o dia são os 45 operários que trabalham no local. O governo do Catar é ambicioso e quer transformar o país numa das maiores potências mundiais nos próximos dez anos.

Neste ano de 2019 há cerca de 800 brasileiros morando no país. Aproximadamente, 1,7 milhão de estrangeiros residem no Catar.
Uma notícia que pode deixar alguns brasileiros preocupados é que o consumo de bebidas alcoólicas no Catar é permitido somente para não muçulmanos e em lugares privados, restaurantes, bares ou residências particulares.

A liga do país conta com 12 equipes, com jogos, na maioria das vezes, apenas uma vez por semana. O calendário do futebol catari nem se compara ao brasileiro. Enquanto um time pode entrar em campo mais de 70 vezes por ano no Brasil, no Catar esse número não chega nem a 30 partidas.

As mulheres cataris não são impedidas de irem aos estádios. Muito pelo contrário. Elas, inclusive, podem escolher o setor que se sentirem melhor para torcer: seja nas organizadas ou em um lugar mais "tranquilo" para apreciarem a partida.

É muito raro observá-las sem seus trajes típicos árabes. Todas vão ao estádio vestidas de preto dos pés à cabeça — as mais conservadoras deixam apenas os olhos de fora. Não é proibido usar camisas de clubes, mas o hábito não é cultural entre elas — nem entre os homens. Normalmente estão em família, com os filhos e muitas embalagens de comida.

De toda forma, o que se percebe até este momento é que o futebol no Catar segue em baixa!


Calendário esportivo de Sete Lagoas segue recheado de competições

O calendário esportivo de Sete Lagoas segue recheado de competições e ainda terá muitas novidades em 2019, mesmo em tempos de escassez de recursos e de diminuição no número de parcerias para o custeio dos campeonatos.

No que se refere à Liga Eclética Desportiva Sete-lagoana, a primeira competição do ano foi a tradicional Copa Embrapa, iniciada em fevereiro. No mês de março aconteceu a Copa João da Cunha, em sua 20ª edição. A Primeira Copa Sete Lagoas Futebol Feminino teve início em abril e foi encerrada no último final de semana de maio. Também em maio começaram as disputas dos Campeonatos Regionais das categorias Juvenil e Junior.

Demais competições programadas para 2019:

Julho: Copa Regional de escolinhas
Agosto: Campeonato Amador
Setembro: Copa Curitiba

Algumas competições que dependem de parcerias com a Prefeitura ainda não estão confirmadas, porque carecem de recursos financeiros e ajustes burocráticos para serem realizadas

Também é intenção da Liga Eclética Desportiva Sete-lagoana de promover o Campeonato Regional de futebol amador, com a participação de equipes de Sete Lagoas e de várias cidades adjacentes, mas isso só será possível se o calendário permitir. É bom lembrar que, os meses de dezembro e janeiro ficam reservados para a tradicional Copa Eldorado, competição promovida pela Rádio Eldorado de Sete Lagoas e que possui extraordinário apelo popular, razão pela qual, não se pretende realizar outros torneios paralelos a este.

Se ainda levarmos em consideração que a cidade abriga eventos particulares como os campeonatos do Clube Náutico, Copa Cortez, Copa 2001 Jeans, Torneios da Pousada do Sol, Copa da Amizade e disputas de veteranos, é possível afirmar que Sete Lagoas não passa um único mês do ano sem algumas atrações esportivas.

É importante citar ainda que, o Democrata, único time profissional da cidade na atualidade, tem ocupado uma parte do calendário do primeiro semestre, entre fevereiro e abril, período da disputa do Campeonato Mineiro do Módulo II.

Talvez o que ainda esteja faltando é um maior alinhamento de todas as competições, de tal forma que não haja estrangulamento de datas e excesso de eventos numa determinada época do ano e quase escassez em outro. Vale a pena a reflexão!

 

Engenharíadas 2019 começa nesta quinta-feira em Sete Lagoas

O próximo final de semana, que será prolongado em função do feriado nacional de Corpus Cristi, promete ser de intensa movimentação em Sete Lagoas. Entre os dias 20 e 23 de junho será realizado o Engenharíadas Mineiro, em sua 7ª edição, a maior competição entre atléticas de engenharia e arquitetura de Minas Gerais. Sete Lagoas sediará o evento universitário e receberá entre 6.000 e 8.000 universitários. O tema escolhido para este ano está relacionado com a série da HBO Game of Thrones, em que os personagens disputam o Trono de Ferro, com o objetivo de dominar os sete reinos, uma alusão à cidade-sede deste ano. Contando com 4 dias de competições esportivas e três festas oficiais com shows de artistas nacionais, o Engenharíadas Mineiro é realizado pela LEEMG (Liga das Engenharias - MG) e pela Euphoria Eventos.

Esse ano serão 32 atléticas participantes, vindas de diversas cidades de Minas Gerais, onde irão disputar 25 modalidades esportivas, como futsal, vôlei e natação em 19 locais de competição pela cidade, incluindo a Arena do Jacaré, campos de futebol amador, quadras, ginásios e espaços para a prática de modalidades aquáticas.

Os jogos universitários se tornaram ótimas fontes de lucratividade e turismo para suas cidades-sede. Além de uma megaestrutura, com investimentos em quadras, escolas e nos mais diversos segmentos do comércio local e rede hoteleira, tradicionalmente são realizadas ações sociais que beneficiam instituições filantrópicas da cidade. A previsão é de que o Engenharíadas Mineiro irá arrecadar aproximadamente 4 toneladas de alimentos não perecíveis para serem doados na edição de Sete Lagoas.

Além das competições, o evento conta também com 3 dias de shows nacionais. Na quinta-feira, dia 20 de junho, sobem ao palco Vintage Culture e Harmonia do Samba. Dia 21, sexta-feira, o palco do Engenharíadas Mineiro será comandado por Thiaguinho. Já o último dia de shows, dia 22 de junho, haverá as apresentações do MC WM e FP do Trem Bala. A expectativa é que cada uma das noites tenha um público de cerca de 8000 pessoas.

Os ingressos para os shows podem ser adquiridos no Shopping Sete Lagoas!

 

Calendário faz Atlético e Cruzeiro ligarem o sinal de alerta

Terminados os compromissos do primeiro semestre para os clubes profissionais do futebol brasileiro, os atletas de todos os times ganharam uma folga de alguns dias, antes de retornarem para a realização de uma inter temporada. Serão poucas semanas de treinamentos, mas de grande valia para que os clubes acertem o que não funcionou ao longo do primeiro semestre. Também existe a possibilidade da saída e chegada de jogadores nesta época do ano. Julho é o mês da abertura da janela internacional de transferências. É um momento muito aguardado pelos dirigentes esportivos, já que possíveis vendas de atletas podem significar um alívio financeiro para os caixas das agremiações.

O torcedor, entretanto, pensa de forma diferente e vê a janela de transferências como uma ótima oportunidade para que o time do seu coração consiga contratar jogadores e reforçar a qualidade técnica do elenco.

Nos casos de Cruzeiro e principalmente Atlético, esta é uma necessidade notória e que precisa ser saciada com responsabilidade financeira e muita criatividade da diretoria, para não comprometer ainda mais o caótico fluxo de caixa do clube.

Só para que se tenha uma ideia do calendário dos times após o encerramento da Copa América, tanto o Galo quanto a Raposa, estão envolvidos em três competições cada um, incluindo a disputa de torneios internacionais. Sem um elenco qualificado, com salários em dia e ótima estrutura dentro e fora de campo, as chances de conquistas serão muito reduzidas. Veja a programação de jogos das duas equipes, considerando apenas o mês de julho:

Atlético:
Campeonato Brasileiro: 14/07: Chapecoense (fora de casa); 21/07: Fortaleza (em casa); 28/07: Goiás (fora de casa).
Copa Sul-Americana: 24/07: Botafogo (fora de casa); 31/07: Botafogo (em casa).
Copa do Brasil: 10/07: Cruzeiro (fora de casa); 17/07: Cruzeiro (em casa).

Cruzeiro:
Campeonato Brasileiro: 14/07: Botafogo (em casa); 21/07: Bahia (fora de casa); 28/07: Athletico-PR (em casa).
Copa Libertadores da América: 23/07: River Plate (fora de casa); 30/07: River Plate (em casa).
Copa do Brasil: 10/07: Atlético (em casa); 17/07: Atlético (fora de casa).

Por fim, já no mês de agosto, no dia 04, eles irão se enfrentar pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O mando no clássico do primeiro turno será do Atlético.

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.

Links patrocinados