;
Menu

Coluna / Tempo Esportivo / Goleiro Fábio recupera titularidade

Passaram-se exatamente nove meses até que o maior ídolo do Cruzeiro no século XXI pudesse retomar a titularidade da equipe. O goleiro Fábio recuperou a condição de camisa 1 do Cruzeiro no jogo de estreia da equipe no Campeonato Brasileiro, diante do São Paulo.

Goleiro Fábio / Foto: Washington Alves Goleiro Fábio / Foto: Washington Alves

Em 14 de agosto do ano passado, Fábio se machucou ainda no primeiro tempo do empate em 2 a 2 com o Coritiba, no Estádio Independência. Uma semana depois da lesão, Fábio passou por uma cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado do joelho direito. A previsão era de que o arqueiro do Cruzeiro só teria condições de jogo a partir de fevereiro de 2017.

E foi o que aconteceu, ainda durante o Campeonato Mineiro, Fábio já estava em condições de jogo. Mas a boa fase de Rafael impediu que o jogador com mais jogos na história do Cruzeiro voltasse naquele momento à condição de titular.

Fábio até disputou uma partida nesta temporada, na vitória sobre o Democrata, de Governador Valadares, no fechamento da primeira fase do Campeonato Mineiro. Partida em que o técnico Mano Menezes utilizou apenas reservas. Após duas derrotas seguidas, para Atlético e Nacional, do Paraguai, que custaram ao Cruzeiro a perda do título mineiro e a eliminação na Copa Sul-Americana, Fábio retomou a titularidade no gol.

De acordo com Mano Menezes, era uma situação acertada anteriormente, que aconteceria independentemente dos resultados recentes. E Fábio teve uma atuação bastante tranquila no retorno ao gol do Cruzeiro, no triunfo por 1 a 0 sobre o São Paulo. Apesar da vitória, o adversário teve mais posse de bola e finalizou mais vezes, mas das 13 tentativas do clube paulista apenas três foram no rumo do gol. Bem colocado em todas, Fábio fez boas defesas, nenhuma com alto grau de dificuldade.

Em entrevista recente Fábio avaliou que o seu retorno definitivo ao time poderia ter ocorrido há mais tempo, já que voltou às atividades normais em fevereiro. De qualquer forma, Fábio preferiu respeitar a estratégia de Mano Menezes de manter Rafael no gol cruzeirense na reta final do Mineiro e nos jogos contra o Nacional do Paraguai pela Copa Sul-Americana. A ideia do treinador era promover a mudança apenas na abertura do Campeonato Brasileiro, como de fato aconteceu.

Rafael tem sido um ótimo goleiro, jogando sempre em altíssimo nível, mas desconsiderar a história de Fábio dentro do Cruzeiro seria impossível. Trata-se de um dos jogadores mais queridos pela torcida em todos os tempos, um líder nato, uma referência dentro do grupo. Certamente, até pelo fato de ser mais jovem, Rafael terá outras oportunidades, mas enquanto estiver praticando um futebol de alto rendimento Fábio não pode ser reserva de nenhum goleiro no Brasil!

Brasileirão começa com chuva de gols e erros de arbitragens 
As três goleadas no domingo passado permitiram que o Campeonato Brasileiro tivesse sua melhor média de gols na rodada de abertura em dez anos na competição. Os números registrados indicaram média de praticamente 3 gols por jogo.  

Brasileirão 2017 / Foto: Goal.comBrasileirão 2017 / Foto: Goal.com

A última vez em que a abertura do Nacional teve uma média de gols maior foi em 2007 quando foram marcados 39 gols em dez jogos, média de 3,9 por jogo. Comparado com 2016, dobrou o total de tentos na rodada, já que naquele campeonato foi a pior estreia do Brasileiro nesses últimos dez anos, com 1,4 gol por jogo.

Para chegar a esse resultado, foram determinantes as goleadas Bahia, Palmeiras e Ponte Preta. No total, nesses jogos, foram 16 gols, mais da metade dos marcados na rodada. Todos os resultados foram em favor dos times mandantes. Não houve nenhuma vitória de time visitante nesta abertura do Campeonato Brasileiro.

Se a média de gols foi positiva, os erros de arbitragem voltaram a ocorrer já na rodada inicial. O Grêmio marcou um gol em que Luan desviou a bola com a mão contra o Botafogo, o que foi ignorado pelo árbitro Bráulio da Silva Machado.

No jogo entre Avaí e Vitória, o juiz Felipe da Silva não marcou pênalti quando Júnior Dutra, do time catarinense, sofreu uma tesoura dentro da área. Esses foram os erros claros. Houve ainda dois pênaltis discutíveis marcados para Palmeiras e Fluminense em cima de Dudu e Henrique Dourado, respectivamente. A arbitragem de vídeo poderia ajudar nesses dois lances, mas a CBF resiste a agilizar sua implantação por enquanto.

Varginha e Patrocínio estão de volta à elite estadual 
Em jogo antecipado da nona rodada do hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro, Boa Esporte e Patrocinense se enfrentaram na terça-feira passada, no Melão, em Varginha, em um duelo entre líder e vice-líder.

Em caso de vitória, a equipe vencedora confirmaria sua presença no Módulo I de 2018, mas, ao final dos 90 minutos, nenhum dos times foi capaz de balançar as redes e a decisão ficou para o fim de semana.

Caso o Betinense não vencesse o seu compromisso contra o Nacional, em Muriaé, tanto a equipe boveta quanto o clube de Patrocínio estariam, matematicamente, garantidos na elite do futebol mineiro.

E foi exatamente o que aconteceu. O time de Betim foi derrotado por 1 x 0, resultado que confirmou os líderes do hexagonal final na primeira divisão de 2018. No outro jogo da nona rodada, em Juiz de Fora, os já eliminados Tupynambás e Uberaba empataram em 1 x 1.

Os jogos da última rodada servirão para apontar o campeão do Módulo II de 2017 e serão todos disputados no sábado, às 16:00 horas:
Uberaba x Boa Esporte - Uberaba
Patrocinense x Nacional - Patrocínio
Betinense x Tupynambás – Nova Serrana
A classificação atualizada, após a nona rodada é a seguinte:


Definidos os confrontos das quartas de final da Copa João da Cunha 
A Copa João da Cunha, em sua 18ª edição se aproxima da reta decisiva. Das 20 equipes que iniciaram a disputa, 12 ficaram pelo meio do caminho e agora, somente 08 lutam pelo título.

Equipe Garimpeiros / Foto: Divulgação Equipe Garimpeiros / Foto: Divulgação

Os confrontos das oitavas de final aconteceram no Campo do Eucalipal. Seguem os resultados:

Uberaba 2 x 0 Tchê Garotos
União Amigos 1 x 1 ABC Celulares (nos pênaltis, vitória do União Amigos por 4 x 3).
Santa Cruz 7 x 1 FAFC
União Brejinho 0 x 0 Criciúma (nos pênaltis, vitória do União Brejinho por 3 x 0).
SET 7 x 1 Brothers
Carroceria Celeste 1 x 2 Turi
Chape 0 x 0 Bela Vista (nos pênaltis, vitória do Bela Vista por 7 x 6).
Bosque 1 x 5 Garimpeiro

Os 16 times classificados que disputaram as oitavas de final foram os seguintes times:
Chave A: Uberaba, União Brejinho, Garimpeiro e FAFC.
Chave B: Tiradentes (SET), Chape, Turi e ABC Celulares.
Chave C: Santa Cruz, Bosque, Bela Vista e Brothers.
Chave D: Carroceria Celeste, União Amigos, Criciúma e Tchê Garotos.

Ao todo, 20 equipes disputaram o certame desde a primeira fase.

Em função do dia das mães, os jogos das quartas de final não foram realizados no último domingo. Sendo assim, todos foram confirmados para o próximo domingo. Veja a programação dos confrontos agendados para o Campo do Eucalipal:
08:45 - Uberaba x União Brejinho
10:30 - SET x Bela Vista
13:30 - Garimpeiro x Santa Cruz
15:30 - União Amigos x Turi

Briga de gigantes no automobilismo mundial 
A principal categoria do automobilismo mundial desenha uma briga de gigantes na temporada 2017. Lewis Hamilton venceu o GP da Espanha de Fórmula I no último final de semana, segunda vitória dele na temporada, mas o triunfo na pista de Barcelona não foi fácil.

Lewis Hamillton da Mercedes / Foto: Nineway  Lewis Hamillton da Mercedes / Foto: Nineway

O inglês da Mercedes, que largava na pole position, perdeu a primeira colocação na largada e assistiu Sebastian Vettel se distanciar na liderança da corrida. Mas o tricampeão não desistiu, e após ultrapassar o alemão na pista, teve muita destreza para administrar os pneus macios e segurar a flecha de prata na primeira colocação.

Hamilton ressaltou a grande prova do adversário, e elogiou a estratégia da Mercedes. Felipe Massa teve problemas no início da prova e terminou apenas em 13º lugar. No sábado Hamilton chegou à 64ª pole da carreira, apenas uma atrás de Senna, que marcou 65.

Ele pode chegar ao mesmo número do brasileiro na próxima corrida, que vem a ser o icônico GP de Mônaco, onde seu ídolo tinha o apelido de Rei de Mônaco por causa das seis vitórias (1987, 1989, 1990, 1991, 1992 e 1993). E a prova do principado neste ano será palco de uma série de ações comemorativas dos 30 anos do primeiro triunfo de Senna lá. Ou seja: melhor lugar para Hamilton marcar a 65ª pole na Fórmula 1 não há. E de quebra, o inglês também se aproximou do líder do ranking, o alemão Michael Schumacher, que tem 68.

A calssificação atualizada do Mundial de Pilotos é a seguinte:
1º Sebastian Vettel: 104 pontos
2º Lewis Hamilton: 98 pontos
3º ValtteriBottas: 63 pontos
4º kmiHaikkonen: 49 pontos
9º Felipe Massa: 18 pontos
A sexta etapa do campeonato está confirmada para o dia 28 de maio, no circuito de Mônaco, às 09 horas da manhã (horário de Brasília).





Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, narrador e repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.

 



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar