Menu

Coluna / Michael Andrade / + Tecnologia/ Impressoras 3D auxiliam na fabricação de comprimidos

Que as impressoras 3D são ferramentas fantásticas disso não podemos discordar. Elas já estão sendo desenhadas para criar diversos itens. Mas agora uma nova utilidade foi “descoberta” pelo setor farmacêutico: a fabricação de comprimidos com dosagem exata repassada pelo médico. Quem nunca precisou quebrar o comprimido, pois a dosagem receitada era menor que a que vinha no comprimido? Como eles não pensaram nisso antes?!

Imagem Ilustrativa / Reprodução InternetImagem Ilustrativa / Reprodução Internet

Tudo aconteceu quando uma mãe do Reino Unido teve seu filho diagnosticado com uma doença rara e de tratamento diário. Porém, os remédios vendidos por lá, para esse tipo de doença específica, vinham com dosagem de 10 mg e nesse caso seu filho tinha que tomar uma dosagem entre 0,4 a 0,8 mg por dia. Imagina você precisando quebrar o comprimido em vários pedaços exatos porque seu filho precisa tomar uma dosagem exata do remédio. Caso você erre a vida do seu filho poderia estar em suas mãos. Complicado mesmo! Foi então que ela teve a ideia de procurar um centro de pesquisa de nome Alder Hey Children’s Hospital, em Liverpool. Nesse centro, os comprimidos são construídos em impressoras 3D.

Esse tipo de tecnologia proporciona dosagens exatas na qual o paciente deve ser submetido, evitando a overdose de medicamentos e melhoras no tratamento de doenças.  Hoje temos somente uma impressora voltada para produzir comprimidos em 3D sobe grande escala. Ela produz um medicamento no tratamento da epilepsia. Futuramente vejo impressoras 3D em cada casa destinadas para situações diversas do seu dia a dia. Isso é só questão de tempo. 

Os benefícios são vários, além da dosagem exata do medicamento a serem ministrados, crianças podem se interessar mais por comprimidos com formas e desenhos que melhor agrade aos olhos. A tecnologia ainda tem muito a avançar nesta área. Entretanto, creio que não estamos tão longe disso. Hoje ainda as impressoras 3D não conseguem competir com os meios tradicionais de produções. Porém, isso é questão de tempo para que esse item tecnológico venha substituir as produções antigas.

REFERÊNCIA: https://bit.ly/2RztK5H



Casado, profissional de TI, fundador do canal MICHAEL ANDRADE no Youtube. Trabalha na área de TI deste 2007. Formado em Sistemas de Informação. Amante de Tecnologia. Gosta de jogos eletrônicos e dedica algum tempo livre a Steam ao som de um bom Rock and Roll. Atleta de fim de semana nunca dispensa um futebol com os amigos. Adora seus animais de estimação. Trabalhou por 5 anos na Stefanini Solutions e hoje faz parte da equipe da Brennand Cimentos em Sete Lagoas.