Menu

ATUALIZAÇÃO: Polícia Civil descarta legítima defesa em crime de Funilândia

Em laudo preliminar, a Polícia Civil de Sete Lagoas descarta legítima defesa no assassinato de M.R.B., de 52 anos, em um condomínio de Funilândia, na manhã da última quarta-feira (15). As investigações continuam. 

 Foto: Reprodução Internet/Redes Sociais  Foto: Reprodução Internet/Redes Sociais

Em nota enviada à imprensa no fim da manhã desta quinta (16), a investigação aponta que o suspeito continua foragido, mas não afirma o uso da força letal para proteção própria. Três pessoas já foram ouvidas pela Polícia Civil.

O crime

O assassinato aconteceu no Condomínio Vale do Sol, localizado na MG-238 em Funilândia. Uma mulher, em vias de separação com o companheiro, foi morta pelo mesmo após agredir a sogra. O suspeito, identificado como P.R.T,  de 42 anos, foi buscar seus pertences. Porém, sua companheira, M.R.B., se armou de uma faca e passou a agredir a sogra, o que gerou a reação de marido. Ele tomou a faca da mulher ferindo-a, com diversos golpes. Diante da gravidade dos ferimentos, a vítima veio a óbito no local do crime.

Da redação





Publicidade

Links patrocinados