Menu

Coluna / Carol Vasconcelos / Minha mulher enlouqueceu após a maternidade!

Recebi um e-mail de um pai leitor do blog, dizendo que quer salvar seu casamento, mas que depois do nascimento de seu filho sua mulher enlouqueceu.

Li seu relato e me identifiquei muito com a situação, mesmo por que passei também pela dificuldade descrita e infelizmente no meu caso, a solução foi o divórcio.

Então comecei uma terapia comigo mesma para identificar o que deu errado, e me dei conta que não houve erros.

É muito fácil culpar o parceiro(a), pela frustração vivida depois da chegada dos filhos. A verdade é que nos acomodamos em uma relação a dois, e não nos preparamos para a mudança.

Nós mulheres mudamos desde a notícia de estarmos grávidas. Os homens não! A gravidez em sua plenitude é vivida pela mulher.

O milagre de gerar uma vida em seu ventre, os incômodos que são inúmeros, o corpo se deformando, os paparicos dos amigos, família e companheiro, a preocupação com o enxoval, o parto, a decoração do quarto, pré - natal, chutes, banheiro, chá de bebê, amamentação, medo e tantos outros....

E o pai? O pai continua o mesmo durante os eternos nove meses. Pense comigo, ele ainda quer transar loucamente, o futebol com os amigos continuam, seu trabalho continua o mesmo, seu chefe ainda é um pentelho, ninguém acaricia a barriga dele, ele não tem desejos, não sente os chutes do bebê, a opinião dele quase sempre não é pedida e o pior de tudo ele é deixado de lado.

Como lidar com isso? Como ser deixado de lado e não ficar inseguro ou não cair nas tentações do mundo externo?

A questão é que o lado PAI, do homem, só floresce quando o filho atinge certa independência, quando o laço com a mãe deixa de ser exclusivo.

Porém como manter-se firme em um ideal e ser um companheiro para sua esposa?

Infelizmente meu amigo é uma luta diária! Não se pode simplesmente ignorar essa fase ou reclamar de sua esposa sempre que as coisas não estão do seu agrado.

E um recado para as mamães, é difícil conciliar todas as tarefas, desgastes físicos e ainda ser uma amante espetacular, é impossível.

Portanto o diálogo entre o casal é fundamental para manter um relacionamento saudável!

Oito dicas para o maridão salvar o casamento! 

• Não culpe sua esposa pelas mudanças repentinas de humor. Ela está exausta, com dores, auto estima baixa, isso não significa que ela não te ame mais!

• O sexo vai mudar! Não vai acontecer mais com tanta frequência, provavelmente a vontade dela irá diminuir drasticamente devido ao cansaço, não vai ser tão barulhento ou selvagem, mas lembre-se é apenas uma fase! 

• Ela não está mais tão bonita e bem cuidada como costumava ser! É claro, o seu corpo mudou, não existe tempo para coisas fúteis como o salão de toda a semana, pois ela está ocupada demais cuidando de você e o seu filho. E para que ela volte a ter vontade de se arrumar de novo, você precisa ajudar. Elogie sempre, diga que ela é uma mãe incrível, que continua linda mesmo com cheirinho de leite e diga que você a deseja. 

• Se você está insatisfeito, converse! Muitos homens preferem procurar outra mulher na rua para satisfazer seus desejos do que tentar resolver suas questões em casa. Sua mulher não é vidente e tem muitas obrigações como mãe, ajude-a a enxergar o que está te deixando frustrado e acabe com os mal entendidos. Mesmo por que traição só piora tudo, perde-se o respeito e sem ele não existe relação. Não pense que se for só uma vez a vontade acaba e nada acontece, sua consciência pesa e sem querer seu comportamento muda e isso não ajuda em nada. Lembre-se que você agora é pai, e um divórcio e o afastamento de um filho nunca é bom! 

• Seu filho te ama! Não se sinta mal se o seu bebê não fica tanto tempo com você, não desanime, mesmo que ele chore, troque uma fralda, faça uma mamadeira, tente distrai-lo para a mamãe dormir um pouco, ou tomar um belo banho. Isso ajuda a criar um laço de amor e respeito com seu filho e ter uma mulher feliz e um pouco mais descansada! E cá entre nós isso pode trazer benefícios prazerosos!

• Ela não sente mais tesão por mim!!! Calma, deixe os hormônios voltarem ao normal, prepare um momento gostoso pra vocês, mesmo que seja com o bebê, chame-a para conversar, ouça o que ela tem a dizer, apoie mesmo que sejam reclamações do dia a dia, às vezes pode parecer ingratidão, mas não é, o motivo de reclamarmos com vocês é por que passamos o dia sem conversar com um adulto e você é a única pessoa com quem ela pode desabafar!!

• Não se esqueça de você! Você também está cansado, devido aos choros da madrugada, o dia inteiro de trabalho. Se você precisa relaxar explique isso e deixe claro que quando você estiver mais descansado você vai poder ajudar mais! E não se zangue se ela reclamar, é por que além do cansaço existem também as dores e as noites em claro, pois ela além de tudo amamenta você não. 

• Por fim, não desista! Essa fase é difícil, mas a família é a base de tudo. E no final tudo vai ter valido a pena! 

Até o próximo post!

Mulher, Mãe, Divorciada, Graduada em Logística e Pós-Graduada em Gestão de Projetos, Coach Life and Business. Criadora do Blog Terapia de mães.

Visite o blog desta colunista: terapiademaes.blogspot.com