Menu

Cristiano Costa

Coluna / Fisioterapia / O impacto e a coluna

Certamente você já ouviu falar que exercícios de impacto podem danificar a sua coluna, será?

Foto: www.runnersworld.co.ukFoto: www.runnersworld.co.uk

Este é um conceito óbvio. De raciocínio lógico! Quanto mais impacto, mais uso, maior o dano e desgaste.

Um carro é o maior exemplo disso tudo. Quanto maior o uso, maior o desgaste de suas peças… experimente usá-lo só em estrada de terra então…

A notícia boa é que o carro foi uma obra do homem, e cá pra nós, não somos uma espécie com alto grau de inteligência, haja vista o que fazemos com o nosso planeta diariamente, inclusive com o nosso carro, grande poluidor desse mundo. O ser humano é uma criação Divina, aí meu leitor, a criação do projeto e o seu cálculo foi realizado por um Ser bem mais gabaritado.

É fácil para o profissional da saúde vender a ideia do dano, do medo do impacto para o paciente. O óbvio é sempre mais fácil de entender. Mas nós, profissionais de saúde, não podemos basear nossas condutas e conselhos no “achismo”, no lógico, e sim em evidências científicas, por estudos de qualidade, e eles estão nos mostrando o contrário do raciocínio automotivo.

Em 2015 médicos chineses (1) demonstraram o alívio de dor e melhora da qualidade do disco intervertebral em ratos que corriam. Ratos? Sim, estudo que na ciência não tem um alto valor. Mas foi o primeiro passo para estudos posteriores.

Em 2017, pesquisadores australianos publicaram um estudo (2) realizado em humanos na respeitada revista Nature. Neste, compararam, através de Ressonância Magnética, discos intervertebrais de pessoas que não praticavam esportes com aqueles que corriam de 20 a 40 Km por semana e com um terceiro grupo que corria mais de 50 Km por semana. Muito impacto, não? E os resultados foram assustadores, para os humanos, claro. Quanto mais a quilometragem de corrida (impacto), maior a qualidade do disco intervertebral. Quanto mais corrida, maior hidratação, maior hipertrofia e maior conteúdo de proteoglicanos. Uma coluna mais forte!

Quer uma outra excelente notícia? Estudos similares estão sendo realizados em joelho, tornozelo e quadril. E os resultados são similares. O nosso corpo adora o impacto da atividade física, do movimento.

Se um profissional de saúde ainda te aconselha a evitar o impacto, a procurar só a hidroginástica como atividade física, ou mesmo ficar em casa deitado no sofá, literalmente, CORRA! Ou ele está afastado do Criador, ou das evidências científicas, ou de ambos.


1 - Shuo Luan, Qing Wan, Haijie Luo, Xiao Li, Songjian Ke, Caina Lin, Yuanyuan Wu, Shaoling Wu and Chao Ma. Running Exercise Alleviates Pain and Promotes Cell Proliferation in a Rat Model of Intervertebral Disc Degeneration. Int. J. Mol. Sci. 2015, 16, 2130-2144; doi:10.3390/ijms16012130 .

2 - Daniel L. Belavý, Matthew J. Quittner, Nicola Ridgers, Yuan Ling, David Connell & Timo Rantalainen. Running exercise strengthens the intervertebral disc. Nature Scientific Reports | 7:45975 | DOI: 10.1038/srep45975, 2017.

 



Cristiano Henrique Alves Costa. Fisioterapeuta sócio-proprietário da Accés Fisioterapia Esportiva, especialista em reabilitação esportiva, SDM, RPG, Método Mckenzie.

Links patrocinados