Menu

Coluna / Recursos Humanos / Netiqueta

Em minhas últimas passagens nas escolas, convidado para falar de carreira e mercado de trabalho, um dos assuntos que apareceram, foi referente à relação com as redes sociais, convívio e utilização do mundo virtual x influência nos empregos e atuação profissional. Este assunto é extenso e possui diversas vertentes que podem ser positivas ou negativas, escolhi falar de uma delas que é especificamente da “Netiqueta”.

Antes de tudo é preciso entender que “Sim” as redes sociais são referências de consultas em processos seletivos, analise de perfil, cruzamento de informações e auxílio para entender melhor o candidato. Exemplo disso, é a ferramenta integrada ao sistema de RH que trabalho a mais de 5 anos, ela realiza buscas na rede automaticamente para ver o outro lado do candidato publicado nas redes sociais.

Redes sociais são referências de consultas em processos seletivos, analise de perfil, cruzamento de informações e auxílio para entender melhor o candidato / Foto: blog.maxisite.netRedes sociais são referências de consultas em processos seletivos, analise de perfil, cruzamento de informações e auxílio para entender melhor o candidato / Foto: blog.maxisite.net

Mais, afinal de contas o que é NETIQUETA? É o conjunto de normas gerais e mediada pelo bom senso que proporciona o uso da internet de forma a não cometer falhas, consideradas quebras de regras da boa conduta de uma atividade virtual, garantido uma forma amigável, agradável e eficiente, ou seja, a netiqueta é um conjunto de recomendações a serem seguidas pelos participantes de uma vida virtual, de modo que garanta um bom convívio entre todos.

Há empresas que levam a netiqueta muito a sério, sendo que o descumprimento dessas regras pode afastar um candidato de grandes oportunidades sem que o mesmo saiba o motivo da perda, pois as empresas ainda tem muita cautela em abordar estas particularidades com o candidato, partindo do principio que o candidato deve se inteirar da cultura da empresa e suas regras de conduta, ou seja, quanto melhor sua postura e conduta geral nas redes sociais e nas relações virtuais, melhor seu alinhamento com as boas maneiras da netiqueta.

São diversos os exemplos de regras, mas vou listar alguns:

• Nunca envie um e-mail sem assinatura ou identificação.
• Evite o uso de acrônimos e do internetês.
• Evitar enviar mensagens exclusivamente em maiúsculas, grifos exagerados, ou em HTML.
• Siga as boas regras comuns da sociedade no mundo virtual, por exemplo, o respeito ao próximo.
• Cuidado com ofensas em um ambiente virtual, isto caracteriza a má-educação do individuo.
• Você não é obrigado a usar a norma culta, mas é preciso usar um mínimo de pontuação.
• Evite arrogância, preconceito e inconvenientes em suas opiniões e declarações nas redes.
• Nunca saia do mensageiro sem se despedir da pessoa com quem está "falando".
• Em fóruns e listas de discussão, não faça o papel de moderador, caso não seja um.
• Cuidado com as conotações pejorativas, comentários e opiniões sem contextos ou abusivos.
• Fique longe dos grupos e redes que repassam violências e banalidades pejorativas.
• Cuidado! A sua conduta na vida particular também interessa as empresas, mesmo que ela não manifeste contra suas escolhas, elas também podem deixar de escolher você retirando boas oportunidades.

A dica da vez é, fique atento! As boas maneiras sejam elas virtuais ou pessoais fazem parte da concorrência profissional e as empresas estão cada vez mais exigentes!



Bacharel em Administração pela UNIFEMM – Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas pela faculdade SENAC – BH – Obtenção de novo título em Psicologia - Consultor RH – Especialista em Gestão estrategica de Pessoas Analista Profiler - Consultor em Sete Lagoas e região da Rede de Recrutadores do Brasil. 
Adminitrador da agência APOLO – www.apolo.srv.br 
Diretor de Com. e Eventos CDL- Sete Lagoas.



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar